Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EXIGENTE

Ex-diretor da Playboy revela que rasgou contrato de atriz: 'Encheu o saco'

Reprodução/Instagram

Babi Xavier, ruiva, sorridente, de cabelo preso e com a franja no rosto

A atriz Babi Xavier tirou o ex-diretor da Playboy do sério com a quantidade de exigências que fez

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 26/2/2021 - 8h09

Edson Aran, ex-diretor da Playboy, contou que passou por momentos desagradáveis durante negociações com famosas no período de sete anos em que esteve no comando da revista. Ele revelou que rasgou o contrato de Babi Xavier alegando que ela fez muitas exigências durante o processo de contratação. "Encheu o saco", disparou.

"Enchi o saco da mulher e disse que não faria mais, de tanto que ela encheu o saco", contou ele, tentando esconder o nome da artista em questão, em entrevista ao canal Clube da Vip, no YouTube.

Porém, ao ser questionado sobre o segundo ensaio da apresentadora, Aran entregou: "Aquela história do contrato rasgado, sabe... Mas não quero entrar em detalhes". Dedicada à carreira de cantora, Babi Xavier posou em 2003 e tentou um ensaio novo em 2008.

Em outro momento da conversa, o ex-diretor da publicação disse ainda que se irritou com Íris Stefanelli, do BBB7. Ele contou que a loira o tirou do sério diversas vezes antes de fechar negócio.

"A Iris (Stefanelli) me encheu muito o saco na hora de fechar o contrato. Mas depois a gente ficou amigo, se encontrou em festa e tal. Mas na hora de fechar ela foi um porre", frisou.

Aran não deixou de comentar sobre a sua maior frustração no período em que esteve à frente da Playboy, entre 2006 e 2013. Seu desejo era ter a atriz Carolina Dieckmann na capa, o que nunca aconteceu: "Não foi possível. Teve sondagem, mas nunca chegou a avançar".

Confira a entrevista completa abaixo:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.