Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

AUDIÊNCIA NACIONAL

Gênesis perde ibope em todas as regiões após início avassalador; veja números

DIVULGAÇÃO/RECORD

Felipe Roque (ao centro) como o rei Ibbi-Sim olha para a câmera em cena de Gênesis; ele está cercado por outras pessoas

Felipe Roque (ao centro) como o rei Ibbi-Sim em cena de Gênesis exibida neste mês; trama perdeu ibope

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 26/2/2021 - 7h15

Após um início avassalador, com o status de novela bíblica mais vista da história da Record, Gênesis perdeu 19% de ibope ao redor do Brasil neste mês em comparação com janeiro. A emissora ainda continua na vice-liderança-isolada no PNT (Painel Nacional de Televisão), que mede a audiência das 15 principais regiões metropolitanas do país, mas viu as rivais Globo e SBT ganharem público.

Segundo dados obtidos pelo Notícias da TV, de 19 a 31 de janeiro, a trama sobre o livro inicial da Bíblia Sagrada registrou 15,5 pontos de média no ibope nacional e abriu uma vantagem de 10,0 pontos na briga pela segunda colocação contra a emissora de Silvio Santos, que ficou com 5,5,. Líder, a Globo anotou 24,4 de média.

Já no período de 1º a 23 de fevereiro, Gênesis fechou com 12,5 de ibope, o que significa que o folhetim perdeu um em cada cinco telespectadores. Já a Globo cresceu 11% e marcou 26,7 nesse espaço de tempo; em terceiro, o SBT teve média de 5,7 pontos e aumentou em 4% a sua audiência.

Em Goiânia, a novela bíblica desbancou a Globo em janeiro, com 21,6 de média, e assumiu a liderança isolada na disputa contra o Jornal Nacional e A Força do Querer, que anotaram 18,0 pontos no confronto direto. Em fevereiro, a Record voltou para a segunda colocação na faixa: 16,8 x 20,5.

Percentualmente, a maior queda de Gênesis aconteceu em Manaus, com 30% de audiência a menos nessa comparação. No mês passado, a novela teve média de 17,1 no Ibope --neste mês, está com 12,0.

Na Grande São Paulo, considerado o principal mercado para a publicidade no país, a trama da emissora de Edir Macedo anotou 13,0 pontos de 1º a 23 de fevereiro, 18% a menos do que os 15,7 dos primeiros capítulos exibidos no mês anterior. Enquanto isso, a Globo subiu de 26,2 para 29,4, e o SBT de 6,0 para 6,3.

Apesar da queda considerável ao redor do Brasil, Gênesis, ainda a única novela brasileira inédita no ar atualmente, cumpre a missão de manter a Record como vice-líder isolada no Ibope. A região com a menor diferença em relação ao SBT é a Grande Fortaleza, onde a trama venceu por uma vatagem de 10,3 a 8,8 em fevereiro.

Além disso, o folhetim ainda se mantém com mais público do que o fenômeno bíblico Os Dez Mandamentos (2015) em seus dois primeiros meses. Na ocasião, entre março e maio de 2015, a história de Moisés ficava entre 12,0 e 13,0 pontos na Grande São Paulo --os 27 primeiras capítulos de Gênesis fecharam com média de 13,8 de ibope.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você acompanhará após o fim do BBB21?