Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

HILDA FURACÃO

Ex-diretor da Globo reprimiu paixão por Ana Paula Arósio em série sensual

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Ana Paula Arósio em cena de Hilda Furacão (1998)

Ana Paula Arósio em cena de Hilda Furacão (1998): minissérie marcou carreira da ex-atriz

IVES FERRO

ives@noticiasdatv.com

Publicado em 10/5/2022 - 16h25

Wolf Maya, ex-diretor da Globo, assumiu que desenvolveu uma paixão por Ana Paula Arósio na época da minissérie Hilda Furacão (1998), estrelada por ela. Disponível no Globoplay, a obra fez história na televisão por ser considerada contra a moral e os bons costumes com uma trama política e sensual.

"Fiquei louco pela Ana Paula Arósio quando a convidei para fazer Hilda Furacão. Ela é linda e interessante. Me apaixonei mesmo, mas segurei a onda. Ela vinha de um relacionamento complicado e estava se envolvendo com o Tarcisinho [Tarcísio Filho]", admitiu ele em entrevista ao podcast Papagaio Falante, no YouTube.

"Vi que tinha uma história ali e não podia me meter. Abri mão da Ana Paula para ter a Hilda, que acabou sendo um dos personagens mais importantes da carreira dela. Me contentei com o casamento profissional que tivemos nesse trabalho", completou.

O diretor deixou a Globo em 2015, após 35 anos na emissora. Ele comentou que era conhecido pela fama de namorador, mas nunca gostou de se envolver com mulheres famosas. Maya se relacionou com Cininha de Paula, com quem teve uma filha, Maria Maya.

"A mulher tinha que me ganhar. Eu era complicado, trabalhava muito e sempre fui meio doido. Só tive mulheres interessantes, mas sempre fugi um pouco das famosas. É bom se separar um pouco no trabalho de quem você convive na intimidade, todos os dias", brincou o ex-Globo.

Confira abaixo o trecho da entrevista no YouTube:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.