Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DETONOU

Ex-apoiadora, Maitê Proença critica o governo de Bolsonaro: 'Ele é genocida'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Atrás de Maitê Proença tem um fundo com verde e amarelo

Maitê Proença fez duras críticas ao governo de Jair Bolsonaro, e chamou o presidente de 'genocida'

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 20/7/2021 - 20h42

Maitê Proença fez duras críticas às medidas adotadas pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido) para o enfrentamento da pandemia da Covid-19. Nesta segunda-feira (19), a ex-apoiadora do presidente da República o chamou de "genocida", e definiu como "lástima" a atuação do político. 

"Eu acho uma lástima. O Brasil tem problemas sérios na área da saúde e da educação. Ele investiu em remédios que não têm nenhum fundamento", disse a veterana, em referência ao tratamento precoce defendido pelo presidente, que não há comprovação científica. "Ele é genocida", completou Maitê durante uma entrevista à IstoÉ. 

E a atriz prosseguiu nas críticas a Bolsonaro: "A gente tem um país deseducado, nenhum governo investiu na educação da forma como deveria. Então essa falta de investimentos criou toda uma geração de pessoas desinformadas, que não gostam de pensar, têm preguiça de pensar". 

Maitê também falou sobre a falta de empatia e desrespeito ao isolamento social durante a pandemia. Segundo a atriz, o governante deveria ser um exemplo para a população. 

E quando a gente tem na cabeça do país um homem assim, as pessoas que estão começando esse tipo de comportamento, elas se sentem um pouco autorizadas pra essa insensibilidade, pensar em si e dane-se todo o resto. Mas essas pessoas serão muito infelizes porque não é da natureza humana pensar de forma individual, sem se preocupar com o bem coletivo.

Após o resultado da eleição presidencial de 2018, um vídeo de Maitê viralizou nas redes sociais. Nas imagens,  ela afirmava que Jair Bolsonaro fez uma campanha que ninguém nunca fez antes. "Ele ganhou porque é autêntico. Ele inaugurou uma forma nova de fazer campanha que ninguém fez antes", dizia a atriz. 

Segundo o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, a atriz chegou a ser cogitada para ocupar o Ministério do Meio Ambiente pelo governo federal à época do vídeo. Em agosto de 2019, porém, ela já dava mostras de mudar de lado quando se justificou após comparecer a um protesto pela Amazônia ao lado de outros artistas: "Não tem volta. É muito fácil desconstruir, destruir, mas para fazer com que volte, a humanidade não vai ter tempo".

Assista ao vídeo: 


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
De Eva Todor a Henrique César: Veja atores de O Cravo e a Rosa que já morreramTeste de fidelidade? A Fazenda 13 coloca relacionamento de peões em xequeTraída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmado

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas