Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ARREPENDIDA

Após apoiar Bolsonaro, Maitê Proença justifica ida a protesto pela Amazônia

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Maitê Proença em jornal alagoano, em maio; atriz foi vista em protesto pela Amazônia neste domingo (25) - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Maitê Proença em jornal alagoano, em maio; atriz foi vista em protesto pela Amazônia neste domingo (25)

REDAÇÃO

Publicado em 26/8/2019 - 10h22
Atualizado em 26/8/2019 - 10h27

Grande apoiadora de Jair Bolsonaro nas eleições 2018, Maitê Proença apareceu em um protesto pela Amazônia ao lado de Caetano Veloso e Sônia Braga neste domingo (25), no Rio de Janeiro. Em vídeo publicado nas redes sociais, Maitê justificou sua ida, dizendo que "o mundo está sendo destruído pela ignorância."

Questionada por um manifestante se Bolsonaro é uma ameaça à natureza, a atriz respondeu que o que está acontecendo é muito perigoso. "Não tem volta, é muito fácil desconstruir, destruir, mas para fazer com que volte, a gente não vai ter tempo, a humanidade não vai ter tempo", explicou Maitê.

Os manifestantes realizaram uma passeata em defesa da Amazônia na Praia de Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro. O grupo cantou clássicos da música popular brasileira e levou cartazes com dizeres como "Não queimem o nosso futuro", "A Amazônia não aguenta mais" e "Fora, Salles", em referência ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

No protesto também estavam presentes artistas como Patrícia Pillar, Luisa Arraes, Maria Padilha, Mateus Solano, Patrycia Travassos, Caio Blat, Gregório Duvivier, Alinne Moraes, Paula Burlamaqui, Nanda Costa e o rapper Criolo.

Organizadores da manifestação estimaram a presença de 15 mil pessoas no protesto.

Confira o vídeo de Maitê Proença no protesto em defesa da Amazônia:

Maitê Proença foi cogitada para Ministério

Em um vídeo que circulou pelas redes sociais em novembro de 2018, Maitê afirmava que Jair Bolsonaro fez uma campanha que ninguém nunca fez antes. "Ele ganhou porque é autêntico. Ele inaugurou uma forma nova de fazer campanha que ninguém fez antes", dizia a atriz. 

Na época, a coluna de Ancelmo Góis, do jornal O Globo, publicou que o nome de Maitê foi cogitado para o Ministério do Meio Ambiente, mesmo sem ter tido qualquer atuação na política. De acordo com o grupo de ambientalistas que indicou a atriz para Bolsonaro, ela teria um bom trânsito na área ambiental e fora dela.

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?