Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LUTO NO SEXTETO

Derico lamenta morte de Bira: 'Rezava para que tivesse uma passagem digna'

Reproduçao/Instagram

Os músicos Bira e Derico juntos no palco do programa Jô Soares Onze e Meia, do SBT

Derico e Bira juntos no palco do programa Jô Soares Onze e Meia, no SBT; sucesso nos anos 1990

REDAÇÃO

Publicado em 22/12/2019 - 19h04
Atualizado em 22/12/2019 - 19h48

O saxofonista Derico Sciotti lamentou a morte do amigo Bira (1934-2019), que morreu na manhã deste domingo (22), aos 85 anos, em São Paulo. O músico falou sobre a perda em vídeo publicado em sua rede social. "Agora no final, eu rezava, eu principalmente, estava rezando para que ele tivesse uma passagem digna. E ele teve a passagem merecida dele, sem sofrimento e sem dor", disse sobre o baixista.

Ubirajara Penacho dos Reis estava internado desde a última sexta-feira (20) no Hospital Sancta Maggiore, na Mooca, após sofrer AVC (Acidente Vascular Cerebral).

"Um querido irmão. Pessoa com quem convivi durante 30 anos. Aprendi muita coisa com ele. Um cara responsável, um cara capaz, uma figura querida por todos. Era uma pessoa amada. Saía na rua e todo mundo tirava foto, gostava dele. Hoje todo mundo está com saudade dele", completou.

Bira e Derico ficaram conhecidos graças ao trabalho com Jô Soares na televisão. Ficaram com o apresentador até 2016, quando o Programa do Jô, na Globo, acabou. "Três anos que a gente está fora do ar e ele continua sendo uma pessoa querida e vai continuar sendo uma pessoa querida", lembrou o saxofofonista.

Fora da televisão, os dois tinham uma relação de amizade. "Várias oportunidades que a gente teve de se divertir, de curtir. Eu tocava baixo para ele e ficava todo feliz", falou o saxofonista. 

"Queria terminar fazendo uma singela homenagem para ele. Nesses 30 anos, toda vez que a gente chegava no set de filmagem, ele pegava o baixo e cantava essa música", anunciou emocionado antes de começar a tocar.

O corpo de Bira está sendo velado no Funeral Morumbi, zona sul de São Paulo. A cerimônia é aberta ao público e vai acabar às 22h, quando o corpo será levado para cremação no Crematório da Vila Alpina.

Bira ganhou fama na década de 1990, quando assumiu o baixo do então quarteto musical do talk show de Jô Soares no SBT, o Jô Soares Onze e Meia. Trabalhou na emissora de Silvio Santos entre 1991 e 1999. De 2000 a 2016, foi funcionário da Globo ao lado do apresentador.

Confira a declaração de Derico sobre o amigo Bira:

Prêmio NTV Melhores do ano

TUDO SOBRE

Bira

Jô Soares

Leia também

Enquete

Quem foi o melhor ator ou atriz de novela do ano?

Web Stories

+
Mansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do ator

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas