Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

LUTO

Atriz transexual de A Força do Querer, Jane Di Castro morre aos 73 anos

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Jane Di Castro em cena de A Força do Querer, com mão levantada, cabelos loiros cacheados, olhando para cima e vestido estampado

Jane Di Castro em cena de A Força do Querer; a artista morreu nesta sexta (23), vítima de câncer

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 23/10/2020 - 15h07

Morreu nesta sexta-feira Jane Di Castro (1947-2020), atriz, cantora, cabeleireira e artista performática. Ela tinha 73 anos. Segundo o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, ela estava internada no Hospital de Ipanema, no Rio de Janeiro, e não resistiu a um câncer. Jane se identificava como transexual e era famosa na cena LGBTQ+ carioca desde os anos 1960. Ela está no ar atualmente na reprise de A Força do Querer.

A atriz cresceu na zona norte do Rio e começou a se apresentar em casas noturnas em 1966. Ao longo de mais de 40 anos manteve paralelamente os trabalhos como artista e como cabeleireira, e em 2001 abriu o próprio salão de beleza.

No teatro, Jane teve destaque no espetáculo Gay Fantasy, dirigido por Bibi Ferreira e com Rogéria (1943-2017), Marlene Casanova e Ney Latorraca no elenco. A repercussão foi ainda maior com Divinas Divas, musical que retrata a trajetória de travestis de Copacabana. Além dela, também estrelaram a peça Rogéria, Divina Valéria, Camille K, Eloína dos Leopardos, Marquesa, Brigitte de Búzios e Fujika de Halliday.

Divinas Divas também se tornou um documentário. Dirigido por Leandra Leal, a produção conta com depoimentos das artistas do elenco, que relatam como era a vida delas na noite e na arte na década de 1960.

Em 2017, Jane foi convidada para participar de A Força do Querer como ela mesma. A artista contracenou principalmente com Silvero Pereira, que interpretou Nonato. Os dois atuavam em espetáculos numa casa de shows.

"Minha geração abriu caminho, apanhou nas ruas. Vamos falar do preconceito que os trans sofrem em uma novela. Isso é um evento para as transexuais e um debate importantíssimo", contou ela em entrevista ao Notícias da TV em abril de 2017.

"Com a participação na novela, faço a coroação de um momento em que me vejo vitoriosa pela minha arte. Fui pioneira, e hoje sou respeitada como transexual", disse Jane na época.

Além de A Força do Querer, ela fez participações especiais em duas outras novelas de Gloria Perez, Explode Coração (1995) e Salve Jorge (2013).


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?