Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

JUSSIE SMOLLETT

Ator de Empire é condenado após mentir sobre ataque racista e homofóbico

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Jussie Smollett em ensaio fotográfico

Jussie Smollett em ensaio fotográfico; ator de Empire foi condenado pela Justiça nesta quinta-feira (9)

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 9/12/2021 - 21h56

Jussie Smollett, intérprete de Jamal Lyon na série Empire (2015-2020), foi condenado pela Justiça dos Estados Unidos após denunciar um falso ataque racista e homofóbico. Nesta quinta-feira (9), o júri considerou o ator culpado de cinco dos seis crimes pelos quais era acusado, entre eles, o de conduta inadequada por causa da mentira sobre o crime inexistente.

Por causa desta condenação, Smollett pode encarar até três anos de prisão, além do pagamento de uma multa de US$ 25 mil (aproximadamente R$ 139 mil). O caso começou em 2019, quando o ator integrava o elenco da série protagonizada por Terrence Howard e Taraji P. Henson.

Na época, Smollet, que é negro e gay, disse que tinha sido vítima de um ataque racista e homofóbico praticado por apoiadores do então presidente Donald Trump. No relato, o artista afirmou que os apoiadores o amarraram com uma corda no pescoço, jogaram água sanitária em seu corpo e o ofenderam com xingamentos preconceituosos.

O caso foi levado até a polícia de Chicago que, após as investigações, concluiu que Smollett inventou o ataque porque estaria insatisfeito com o salário na série, que era de US$ 100 mil por episódio (R$ 557,2 mil).

Segundo a BBC, durante o julgamento, os irmãos Abimbola e Olabinjo Osundairo afirmaram que Smollett tinha pago US$ 3,5 mil (R$ 19,5 mil) para que eles forjassem o falso ataque, com o intuito de que o artista conquistasse mais visibilidade. No entanto, a repercussão ocasionada pela mentira fez com que ele fosse demitido da produção.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.