'FICO DEVASTADO'

Ateu, Fábio Porchat revela como Jesus Cristo o transformou em humorista

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Fábio Porchat como Jesus Cristo em especial de Natal do Porta dos Fundos disponível na Netflix - DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Fábio Porchat como Jesus Cristo em especial de Natal do Porta dos Fundos disponível na Netflix

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 26/07/2019, às 04h42

Fábio Porchat já interpretou Jesus Cristo em diferentes vídeos do Porta dos Fundos. Todas as esquetes e especiais foram escritos por ele mesmo, que, apesar de ateu, admitiu ser um estudioso de religião e ter grande interesse pelo tema. O filho de Deus, inclusive, teve papel fundamental na decisão do ex-Record de virar ator e humorista.

"Eu fiz primeira comunhão, mas nem lembro. Sempre questionei muito. Eu fazia parte do Encontro de Jovens com Cristo. Eu sou ateu, não acredito. Questionava [os dogmas] e tal, mas fazia. Vou falar uma frase agora que vão me cobrar para todo o sempre: quem me fez querer ser ator e escrever foi Jesus. Eu fico devastado com isso", confessou Porchat em entrevista ao Conversa com Bial.

O Encontro de Jovens com Cristo é um evento da Igreja Católica que tem como objetivo a evangelização de jovens a partir de 14 anos. Quando teve a "revelação" de sua vocação, o humorista tinha 18 e estudava Administração e Marketing. Na época, ele aproveitou os personagens de Os Normais (2001-2003), série da Globo com Fernanda Torres e Luiz Fernando Guimarães, para criar esquetes próprios.

"O primeiro texto de Os Normais que eu fiz foi no Encontro de Jovens com Cristo, a apresentação foi na igreja. As pessoas amaram e falaram: 'Você tinha que fazer isso, isso é muito bom'. Então, comecei a fazer, comecei a escrever. Tudo começou em Cristo. Só Jesus salva", brincou Porchat no talk show.

Após o incentivo que recebeu na reunião cristã, ele começou a levar o negócio de escrever e atuar a sério. Sua primeira grande chance de mostrar o trabalho foi no Programa do Jô, em 2002. O ator estava na plateia com seus colegas de faculdade e foi convidado ao palco para fazer a apresentação baseada em Os Normais.

"No Encontro de Jovens, eu fazia o Rui e uma menina fazia a Vani. Como no resto da minha vida eu não tinha essa Vani pra fazer do meu lado sempre, comecei a fazer tanto o Rui quanto a Vani pra mostrar pras pessoas", explicou.

A influência da religião na vida de Porchat continuou mesmo depois de seu sucesso como humorista. No Porta dos Fundos, ele já fez Jesus em esquetes --sempre com muitas polêmicas. Em 2018, interpretou o filho de Deus em um especial de Natal de 40 minutos para a Netflix. No filme, o Messias gosta de bebidas alcoólicas e não tem problemas em falar todo tipo de palavrão.

"Todos os especiais de Natal do Porta que a gente fez até hoje fui eu que escrevi, e eu faço como ator também. A maioria dos textos que envolve religião, estou por trás. Eu acho muito mágica a religião. Eu estudo, eu gosto", contou.

Um ateu na Record

Quando foi contratado para apresentar o Programa do Porchat na Record, em 2016, o humorista minimizou o fato de ser ateu e trabalhar em uma emissora controlada pelo bispo Edir Macedo, da Igreja Universal. "Vou ter a liberdade que a TV aberta me possibilita. Muita gente falou: 'Ah, vai poder falar de religião [no programa]?'. Mas que talk show fala de religião? É raríssimo", desconversou na ocasião.

Em 2018, Porchat deixou a Record. Conforme o Notícias da TV informou, a censura a palavrões, o veto a entrevistados e o corte de brincadeiras "de mau gosto" foram os principais motivos de o apresentador ter decidido rescindir seu contrato.

Desde que saiu da emissora, o humorista já foi sondado pela Globo, protagonizou a série Homens?, no Prime Video e estreia, em 6 de agosto, o programa Que História É Essa, Porchat?, que vai entrevistar anônimos e famosos no GNT.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é a mãe mais surtada de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook