Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

AMY SCHUMER

Apresentadora do Oscar 2022 condena Will Smith e revela piadas censuradas

Divulgação/Netflix

Amy Schumer em foto do especial Amy Schumer: Growing, da Netflix

Amy Schumer em especial de comédia da Netflix; atriz condenou tapa de Will Smith em Chris Rock

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 4/4/2022 - 19h04

Amy Schumer, integrante do trio de apresentadoras do Oscar 2022 ao lado de Wonda Sykes e Regina Hall, condenou o tapa dado por Will Smith em Chris Rock durante a transmissão ao vivo da premiação. Em bate-papo com fãs durante um show de stand-up nos Estados Unidos, a comediante relembrou a agressão e ainda revelou as piadas que foram censuradas da cerimônia.

Após a apresentação do Oscar, a atriz de 40 anos já havia comentado o tapa de Smith em declaração em suas redes sociais. No vídeo, publicado nos Stories do Instagram, Amy diz ter ficado chocada com a atitude e elogiou como Chris Rock lidou com a situação.

"Eu amo meu amigo Chris Rock e acredito que ele lidou com isso como um profissional. Ficou lá em cima e deu um Oscar para seu amigo Questlove e a coisa toda foi tão perturbadora. Tanta dor [na atitude de] Will Smith. De qualquer forma, ainda estou em choque, atordoada e triste. Estou orgulhosa de mim e das minhas coanfitriãs. Sigo esperando que esse sentimento doentio desapareça do que todos testemunhamos", desabafou.

A agressão no Oscar 2022 voltou a ser pauta de Amy em show de stand-up comedy realizado em Las Vegas (EUA) no último sábado (2) e presenciado pela revista Vanity Fair. Em comentário irônico, a comediante citou o caso ao revelar ao público quais foram as piadas de seu monólogo na premiação censuradas por seus advogados.

Sobre a crise entre Will Smith e Chris Rock, Amy comparou a ida do astro de King Richard: Criando Campeãs (2021) ao palco com a subida do pugilista Muhammad Ali (1942-2016) em um ringue de luta --curiosamente, Smith interpretou o atleta na cinebiografia Ali (2001).

Eu estava meio que me sentindo estranha e então, de repente, Ali estava subindo [no palco]. E foi uma porra de uma chatice. Tudo o que posso dizer é que foi muito triste, e acho que isso diz muito sobre masculinidade tóxica. Foi realmente perturbador, mas acho que a melhor maneira de nos confortar seria eu dizer as piadas do Oscar que eu não tinha permissão para dizer na TV.

Piadas censuradas

Segundo Amy, alguns de seus alvos eram astros como Alec Baldwin e James Franco, que enfrentam graves problemas na Justiça --o primeiro está envolvido na morte trágica de uma fotógrafa no ano passado, enquanto o segundo é acusado de má conduta sexual.

"Não Olhe para Cima é o nome de um filme? Está mais para não olhar para baixo e ver o cano da espingarda de Alec Baldwin. Eu estava pronta para mirar em James Franco também, mas não tinha permissão para dizer nada disso. Mas você pode simplesmente chegar e dar um tapa em alguém", finalizou.

A agressão fez com que Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood iniciasse uma investigação contra Will Smith para determinar quais seriam consequências do ato para o ator. No entanto, ele se antecipou e renunciou à sua posição na organização e pediu para ser desligado do quadro de membros da organizadora do Oscar.


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.