Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RACISMO NO BRASIL

Após críticas, Ana Maria Braga cobra 'responsabilidade' em caso João Alberto

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A apresentadora Ana Maria Braga com a mão direita fechada e levantada na altura do peito, ela veste uma blusa vermelha e um suéter branco, no cenário do Mais Você

Ana Maria Braga durante o Mais Você da última sexta (20): declaração polêmica sobre Consciência Negra

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 22/11/2020 - 13h03

Após polêmica sobre ao Dia da Consciência Negra no Mais Você na última sexta (20), Ana Maria Braga foi às redes sociais para cobrar "responsabilidade" de uma rede de supermercados após o assassinato de João Alberto Silva Freitas. O homem negro foi espancado até a morte por dois seguranças brancos em uma das unidades em Porto Alegre (RS).

A apresentadora, inclusive, fez questão de ressaltar que já não possui qualquer tipo de vínculo com a empresa. Os mercados da companhia foram alvos de protestos antirracistas em todo Brasil.

"João Alberto teve a vida abreviada pelo racismo. Há mais de 10 anos não sou garota propaganda, mas entendo a minha responsabilidade como comunicadora de me posicionar para que o Carrefour assuma a responsabilidade por (mais esse) crime. Justiça para João Alberto", escreveu a artista.

A declaração de Ana Maria foi bem recebida por parte dos internautas. "É por posicionamentos como esse que você tem e merece respeito e admiração", escreveu uma internauta identificada como Raíssa. "Por isso você é essa pessoa amada por milhões! Por ter empatia e não ter medo de opinar", acrescentou Márcia Porto.

Outra parte dos seguidores, entretanto, criticou a contradição da funcionária da Globo. Braga já havia sido confrontada por afirmar no encerramento de seu programa que o "a gente não precisa de um dia da consciência negra, branca. parda, amarela ou albina. A gente precisa de 365 dias de consciência humana".

Braga atribuiu a citação a Thiago Saraiva, mas frisou que "assino embaixo com todo o coração". O texto, inclusive, também é proferido por Morgan Freeman em um vídeo que circula pelas redes sociais há anos --o trecho faz parte de entrevista a um programa da rede de TV CBS.

"Muito bom, Ana, sério. Mas considerando seu poder de influência e penetração na população brasileira, faz-se necessária uma reflexão sobre sua fala de não ter um Dia da Consciência Negra, mas 365 dias de consciência humana. Foi extremamente desrespeitoso", apontou André Rodachel.

"Imagine a família de Beto, por quem você pede justiça agora, ouvindo você dizer isso", completou o ex-MasterChef Profissionais.

Confira a postagem de Ana Maria Braga no Twitter:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?