Comemoração

Após 15 anos, Juliana Silveira cogita turnê de shows com as músicas de Floribella

Divulgação/Band

A atriz Juliana Silveira caracterizada como Floribella, protagonista da novela homônima da Band

Juliana Silveira caracterizada como Floribella; atriz cogita fazer shows com músicas da personagem

FERNANDA LOPES - Publicado em 05/02/2020, às 04h46

Juliana Silveira pode realizar um sonho de muitos fãs da novela juvenil Floribella (2005). Nostálgica pelo aniversário de 15 anos da produção, a atriz revela que uma turnê com as músicas que cantava na atração pode acontecer ainda neste ano. Juliana, de 39 anos, tinha vários números musicais na trama, um sucesso entre as crianças da época.

"Minha vida profissional virou um livro aberto depois que decidi não ter mais contrato de exclusividade. Não tenho planos, tenho sonhos. Pode ser que aconteça uma turnê cantando as músicas de Floribella", adianta ela ao Notícias da TV

Em seu perfil no Instagram, na semana passada a atriz fez uma publicação em que comemorava a efeméride de Floribella e já dava pistas de que estava planejando alguma coisa. Juliana disse que a novela que mudou sua vida profissional marcou sua alma, lhe fez cantora e conquistou o coração de milhares de crianças. "Esse ano vamos comemorar muito e ter novidades", prometeu.

Floribella foi ao ar na Band entre 2005 e 2006, em duas temporadas. A personagem era babá das crianças de uma família rica e tinha números musicais entre as cenas.

divulgação/warner

A atriz Juliana Silveira com o elenco de Watches, nova série da Warner que estreia no dia 18


Novo desafio

Enquanto a turnê não se confirma, Juliana investe em outros trabalhos. No próximo dia 18, ela estreia como protagonista de sua primeira série. Em Matches, da Warner, a atriz interpreta uma mulher divorciada que começa a se aventurar num aplicativo de relacionamentos.

Ela conta que fez vários testes para conseguir o papel e que sentiu a diferença entre gravar série e novela. Antes de Matches, Juliana passou dez anos como contratada da Record. Sua última novela foi Apocalipse (2017).

"É um desafio novo. A construção de personagem tem outro tempo. É tudo muito mais rápido do que numa novela. Como fui treinada a respeitar o texto do autor da novela, foi bem diferente saber que no momento da gravação uma cena inteira poderia ser mudada e improvisada. Aprendi muito fazendo Matches, e existe um longo caminho a ser percorrido", fala.

Apesar de ter curtido a experiência de fazer uma série, Juliana não descarta a possibilidade de voltar para os folhetins em 2020.

"Existem projetos para voltar para as novelas, para a TV aberta. Estou aberta a possibilidades e só aceito fazer testes onde realmente desejo trabalhar. Poder escolher é um luxo, e trabalho desde os meus 13 anos. Eu me dei esse direito em 2019 e vou continuar assim em 2020. Vamos ver o que o mundo vai me presentear neste novo ano", conclui.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook