CACO RODRIGUES

SBT demite diretor que brigou com Leo Dias e derrubou audiência do Fofocalizando

REPRODUÇÃO/TWITTER

Mamma Bruschetta, Décio Piccinini, Lívia Andrade, Caco Rodrigues e Leão Lobo

Mamma Bruschetta, Décio Piccinini, Lívia Andrade, Caco Rodrigues e Leão Lobo no estúdio do SBT

GABRIEL PERLINE - Publicado em 05/02/2020, às 04h59

O diretor Caco Rodrigues foi demitido do SBT na última segunda-feira (3). Sem projetos na emissora, ele teve uma curta e turbulenta passagem pelo Fofocalizando, em 2019, fez o programa perder a vice-liderança no Ibope e ainda comprou uma briga com o jornalista Leo Dias, que acabou afastado durante alguns dias do comando da atração.

Ele assumiu o vespertino no final de abril e perdeu o cargo dois meses depois. Rodrigues foi colocado na função a pedido de Silvio Santos, que na época estava irritado com os barracos que aconteciam entre os apresentadores, tanto nos bastidores e quanto diante das câmeras.

Em junho, Caco já havia sido destituído do posto, devolvido a Márcio Esquilo, e foi realocado no Fábrica de Casamentos, onde atuou na equipe da seleção de elenco de anônimos que foram escalados para a quarta temporada, prevista para estrear neste ano. Ao final do projeto, passou meses sem função.

"A dispensa foi de forma acordada, uma vez que não há previsão de novos projetos para ele neste ano", disse o SBT em nota ao Notícias da TV.

Passagem turbulenta

Quando Silvio Santos sentiu que o Fofocalizando estava saindo completamente do controle devido às constantes brigas de seus apresentadores, o dono do SBT decidiu colocar Caco Rodrigues na direção do programa. Além de tentar acalmar os ânimos do grupo, ele executou todas as ordens do patrão sem pestanejar, até mesmo as mais controversas.

Entre as decisões aplicadas por Caco, instituiu-se a regra de não exibir a hashtag com o nome do programa na tela evitando, assim, o estímulo à interação do público nas redes sociais. Os apresentadores também acabaram proibidos de citarem seus perfis virtuais no Fofocalizando, o que gerou revolta entre alguns deles.

Na época, Leo Dias e Lívia Andrade estavam à pleno vapor com a produção da série que mostraria o dia a dia da amizade dos dois, que por um período chegaram a viver juntos na mansão da apresentadora, em São Paulo.

Eles divulgavam abertamente no Fofocalizando a nova empreitada, que incomodou o dono da emissora. Silvio percebeu que os funcionários estavam usando o espaço no vídeo para divulgarem projetos pessoais, visando lucros extras, sem fazer os repasses ao SBT.

Outras decisões editoriais impostas por Caco irritaram o jornalista, que ficou dias sem aparecer no programa. Nesse período, o diretor passou a elogiar publicamente Mara Maravilha, antigo desafeto de Leo e Lívia e que na época não estava presente no vespertino, fazendo o público acreditar que tal provocação aos titulares seria concretizada em breve.

Além disso, quadros criados por Caco com o objetivo de dinamizar o Fofocalizando não emplacaram e colaboraram para a perda de público, deixando a atração cada vez mais longe do sonho de recuperar a vice-liderança que um dia lhe pertenceu. Atualmente, o programa ainda sofre para conseguir causar algum incômodo à Record, atual vice-líder em seu horário.

Tudo sobre

Fofocalizando SBT

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook