Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ALFINETADAS

Antonia Fontenelle ironiza processo de Luciana Gimenez: 'Essa senhora tá cansada'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Antonia Fontenelle de boca aberta, usando uma blusinha de alça vermelha, e Luciana Gimenez com uma blusa azul

Antonia Fontenelle foi proibida pela Justiça de citar o nome de Luciana Gimenez eu seu canal no YouTube

Antonia Fontenelle reagiu com deboche e ironia ao saber que foi proibida pela Justiça de citar o nome de Luciana Gimenez em seu canal no YouTube, por causa da entrevista que havia realizado com o senador Jorge Kajuru, na qual o político chamou a apresentadora da RedeTV! de mulher de programa. "Essa senhora tá cansada", disse ao Notícias da TV.

"Essa senhora tá cansada, passa por um momento ruim, pai que a excluiu do seguro de vida, término do namoro que acaba com a polícia no meio, apartamento encalhado que não consegue vender, senador que vive proferindo palavras contra ela. Passar por tudo isso aos 52 anos deve ser muito difícil mesmo. Eu particularmente não tenho nada contra ela", comentou a atriz.

Nesta quarta-feira, a Justiça de São Paulo concedeu uma liminar com "tutela provisória de urgência" em que proíbe Antonia de citar Luciana nominalmente nas entrevistas que realiza em seu canal no YouTube.

"Tutela provisória de urgência de natureza cautelar, para vedar que a ré [Antonia] divulgue ou se refira, por meio de seu canal no YouTube, ou em qualquer outro meio de comunicação, inclusive em plataformas digitais, à pessoa da autora sob qualquer aspecto da vida pessoal ou profissional ou que propicie que, em seu programa, que qualquer entrevistado se refira à autora, à sua vida pessoal e profissional", sentenciou o juiz Valentino Aparecido de Andrade, da 1ª Vara Cível de São Paulo.

Caso descumpra a ordem, Antonia terá de pagar uma multa de R$ 20 mil por cada citação. Em abril, Luciana conseguiu liminar semelhante contra Kajuru com o mesmo magistrado. Desde então, o político está impedido de se "manifestar, comentar ou divulgar" provocações e ataques sobre a mãe de Lucas Jagger.

Nascimento da treta

A desavença da apresentadora com Antonia e Kajuru teve início em março, quando o senador disparou ofensas sobre a estrela da RedeTV! no Na Lata. "Sobre a Luciana Gimenez, eu não tenho nada a falar. Não falo sobre mulher de programa. Dane-se. Ela já me processou, pode processar de novo. É uma mulher desqualificada, tanto que virou o que virou por 30 segundos com o Mick Jagger. Ou você acha que foi por amor?", disse ele.

"E ela sabe que eu sei da história toda. Ela foi contratada para ficar com o Mick Jagger. Eu falei isso mesmo, porque para mim ela não tinha respeito com os colegas. Eu trabalhei com ela na RedeTV!. Ela chegava como se fosse dona. Depois acabou se casando com um dos sócios da RedeTV!, para você ver que a vida dela sempre foi de interesse", declarou o político.

Por causa dessa transmissão ao vivo, a apresentadora entrou com ações contra Kajuru e Antonia. Ela pede danos morais por ter sido ofendida publicamente. No caso do político, a defesa da artista foi também ao Supremo Tribunal Federal. No início de maio, a ministra Rosa Weber recebeu uma queixa-crime de Luciana contra o senador por difamação e injúria.

Especificamente sobre Antonia, a ex-mulher de Marcelo de Carvalho se queixa de que já tinhan sido alvo de difamação por Kajuru em uma entrevista feita pela youtuber. Em junho de 2019, ele falou também sobre o relacionamento com o astro internacional. "Ela conseguiu em 30 segundos uma aposentadoria de US$ 30 mil para o resto da vida com o Mick Jagger. Então, realmente, para falar de aposentadoria ela é especial, agora credibilidade zero", declarou na época.

Por ter sido alvo de comentários machistas e injuriantes pela segunda vez no Na Lata, Luciana se sentiu injustiçada. No processo que move contra a colega de profissão, ela se queixa que a youtuber sabia do perfil debochado de Kajuru e o "cutucou" sem necessidade para que ele tecesse tais comentários difamatórios.

O magistrado que concedeu liminar contra a influenciadora digital analisou o caso e considerou que "quando a ré [Antonia] decide realizar entrevistas ao vivo, assume, em tese, a responsabilidade civil pelo conteúdo da entrevista, conteúdo que, a revelar-se ofensivo contra terceiro, pode ensejar a sua responsabilidade civil".


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabia

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas