Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MOVIA PROCESSO

Antonia Fontenelle detona Batoré após morte por câncer: 'Covarde e machista'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Antonia Fontenelle com dedo na boca (à esquerda); Batoré em participação no programa The Noite (à direita)

Antonia Fontenelle e Batoré (1960-2022): a youtuber movia um processo contra o humorista na Justiça

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 11/1/2022 - 13h00
Atualizado em 11/1/2022 - 13h14

Antonia Fontenelle detonou Ivanildo Gomes Nogueira (1960-2022), o Batoré, morto na segunda-feira (10) após complicações de um câncer. Ela o chamou de "covarde", "machista" e contou que movia um processo na Justiça contra ele. "Eu não tenho que perdoar nada, não sou Deus", alfinetou.

"Morreu um cara, um cearense que todos chamam de humorista, e que pra mim ele não passava de um cara covarde, machista, que me apontou, me julgou e foi covarde comigo sem nunca ter me visto na vida, sem eu nunca ter feito nada com ele", acusou a youtuber em seus Stories no Instagram.

Antonia ainda rebateu as mensagens de luto e apoio à família humorista: "Agora tem um monte de gente dizendo: 'ai, coitadinho, morreu'. Coitadinho o caralho. Não é porque ele morreu que passou a ser santo e vai morar com Deus. Agora ele que preste conta com quem tenha que prestar. Eu não tenho que perdoar nada, não sou Deus".

"Dizer que ele era um cara exemplar seria hipocrisia da minha parte. Não faz a menor diferença para mim se está vivo ou morto. A verdade é para ser dita", reforçou a loira.

No início de 2021, Antonia e Nogueira se desentenderam na internet após ele chamá-la de "rapariga" em um vídeo compartilhado em seu canal no YouTube, posteriormente deletado. Ele a atacou pelo fato de a youtuber ter criticado a segurança pública de Alagoas, em relação à agressão sofrida pelo ator Henri Castelli no Estado.

Casos na Justiça

O Notícias da TV teve acesso ao documento emitido pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em 5 de março de 2021, no qual Antonia pediu indenização de R$ 110 mil por danos morais a Batoré, mas o caso não foi a julgamento.

No dia 6 de agosto de 2021, houve uma audiência sobre um processo criminal, desta vez movida pelo Ministério Público a partir da ocorrência da apresentadora, mas o artista não compareceu.

"O réu [Batoré] não foi encontrado, tendo declinado pelo porteiro de sua antiga residência, que o réu teria se mudado para São Paulo, sem ter deixado endereço certo para ser encontrado", informou o juiz Marcos Alexandre Santos Ambrogi.

Veja o vídeo de Antonia Fontenelle:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.