Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DO BUTANTÃ

Animada com vacina, Anitta exalta SUS e ironiza Bolsonaro: 'Não vou virar jacaré'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

A cantora Anitta posa na neve em Aspen, nos Estados Unidos

Anitta posa na neve em Aspen, nos Estados Unidos; de férias, a cantora comemorou a vacina do Butantã

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 9/1/2021 - 9h24

Animada com a comprovação de eficácia da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantã em parceria com laboratório chinês Sinovac, Anitta exaltou o SUS (Sistema Único de Saúde) e ironizou a fala do presidente Jair Bolsonaro, que alegou que um dos efeitos colaterais de ser vacinado era virar um réptil. "Não vou virar jacaré", brincou a cantora nas redes sociais neste sábado (9).

De férias nos Estados Unidos, Anitta falou na madrugada sobre como estava feliz pelo Brasil após conversar sobre a vacina com um motorista de aplicativo. "Primeiro assunto que o motorista puxou comigo foi sabe o que? A vacina que já tem no Brasil", relatou a funkeira nos Stories do Instagram.

"Sim, não vou mentir que fiquei me gabando, disse: 'É, porque no Brasil e tal a gente tem o SUS, que é um sistema público de saúde, tal tal tal. A gente tem o Butantã!'", brincou a artista, cantando o hit Bum Bum Tan Tan, do MC Fioti. 

"E, aí, ele falou: 'É, eu sei, aqui tudo é complicado, tem que ter um dinheirão, tals'. Pois é, no Brasilzão, é isso aí. Que felicidade", contou a artista, que está curtindo férias em Aspen, no Colorado, onde recentemente esquiou.

Em seguida, Anitta se ofereceu, de brincadeira, para ser a nova garota-propaganda do instituto de pesquisa brasileiro e ainda debochou da fala do presidente, que questionou a eficácia de vacinas como do laboratório Pfizer no dia 18 de dezembro.

"Lá no contrato da Pfizer, está bem claro que 'nós [a Pfizer] não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral'. Se você virar um jacaré, é problema seu", disse Bolsonaro na ocasião. 

"Se a galera do Butantã quiser que eu seja, aí, o rosto da campanha pra estimular a galera a vacinar, eu posso ir lá tomar primeiro que geral pra falar: 'Tomem, sim, gente', a galera vai e acompanha em tempo real que eu não vou virar jacaré, vai ser tudo!", ironizou a primeira brasileira a se apresentar no Réveillon da Times Square, em Nova York.

"Tô brincando, que desculpa esfarrapada para furar a fila. Tô brincando, tô brincando. Ai, mas é isso, que legal. Viva", encerrou Anitta.

A declaração da cantora repercutiu nas redes sociais, e alguns internautas começaram a criticar a dona do hit Vai Malandra dizendo que ela não costuma frequentar hospitais públicos. 

Ao saber da repercussão, a artista usou o Instagram para rebater as críticas. "Acordei sabendo que eu virei polêmica porque eu falei do SUS. Número um: o SUS não é só isso, já foi falado disso 750 mil vezes. Número dois: não nasci em berço de ouro. Já fui em hospital público 750 milhões de vezes na minha vida. Inclusive, tem pouquíssimos anos que eu tenho um plano de saúde, eu e minha família. Durante muitos anos, era o [hospital] público."

Confira os vídeos de Anitta falando sobre vacina: 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?