CASO DE POLÍCIA

Paula é indiciada por intolerância religiosa contra Rodrigo no BBB19

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Paula von Sperling, campeã do BBB19: indiciada pela Polícia Civil por racismo contra Rodrigo - REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Paula von Sperling, campeã do BBB19: indiciada pela Polícia Civil por racismo contra Rodrigo

GABRIEL VAQUER - Publicado em 18/04/2019, às 21h29

A campeã do Big Brother Brasil 19, Paula von Sperling, foi indiciada nesta quinta-feira (18) pela Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), por preconceito e intolerância religiosa contra o colega de confinamento, Rodrigo França. A conclusão do inquérito acontece depois de mais de dois meses de investigação.

Em nota, a Delegacia afirmou que, após análises de imagens e de ouvir os envolvidos em depoimentos, entendeu que ouve intolerância por parte da bacharel em Direito. O processo físico será enviado ao Ministério Público na próxima quarta-feira (24).

"Após a oitiva dos envolvidos, análise de vídeo e demais diligências realizadas, concluiu-se pela ocorrência de injúria por preconceito (art. 140 §3º do Código Penal), que acarretou o indiciamento de Paula von Sperling Viana", diz a nota.

"A Polícia Civil se pauta pelo respeito à liberdade de expressão, mas destaca que, por meio desta, não se pode violar a dignidade da pessoa humana, repudiando todo e qualquer ato ofensivo à religião, etnia, orientação sexual, procedência geográfica, etc do próximo", conclui o documento.

Caso o Ministério Público do Rio de Janeiro aceite a denúncia feita pela Polícia Civil, Paula será processada criminalmente por injúria, que pode dar de um a três anos de prisão, além de multa correspondente ao crime cometido.  

Como Paula entrou na mira da Justiça

O problema ocorreu em 6 de fevereiro, em um papo que viralizou nas redes sociais. Paula disse ter "medo" de Rodrigo por ele falar de Oxum, orixá da beleza, do amor e da maternidade na umbanda.

"Eu tenho muito medo do Rodrigo", comentou a mineira. "Medo do quê? Acha que ele [Rodrigo] vai te mandar para o paredão?", questionou Hariany Almeida. "Não, eu tenho medo de eu pegar o líder e mandar o Rodrigo para o paredão", respondeu ela.

"Ele mexe com esses trecos aí. Ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles lá, que ele conhece. Eu fico com medo disso tudo", continuou Paula. Hariany tentou alertar a amiga, que não ouviu os seus conselhos.

"Mas não fala disso, não. As pessoas dessas religiões lá fora vão achar que você é preconceituosa", tentou corrigir a goiana. "Mas eu não sou, não. Nosso Deus é maior", finalizou a mineira. 

Em 11 de fevereiro, o Decradi anunciou a abertura de inquérito. Dias depois, a Globo disse que o caso estava sendo analisado e que tomaria eventuais medidas se fossem necessárias, mas Paula não sofreu maiores sanções pelo que houve.

Últimas de BBB19

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook