BIANCA ANDRADE

Como Boca Rosa caiu em desgraça no BBB20 e colocou seu império de beleza em risco

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Bianca Andrade, a Boca Rosa, com uma expressão de preocupação no Big Brother Brasil 20

Influenciadora e dona de um império de beleza, Boca Rosa ficou com a imagem arranhada no BBB20

PAOLA ZANON e VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 12/02/2020, às 05h09 - Atualizado às 12h40

Bianca Andrade, a Boca Rosa, entrou no BBB20 como a influenciadora mais popular da casa: eram mais de 8 milhões de seguidores no Instagram e outros 5 milhões de inscritos no YouTube, um público predominantemente feminino. Dona de um império de beleza, com marcas e produtos com o seu nome, ela começou a cair em desgraça após "passar pano" para atitudes e declarações machistas dos homens confinados.

"A diferença entre influenciador e celebridade é a autenticidade. O influenciador tem uma relação de intimidade com o público. Quando o vínculo é rompido, o influenciador vive uma crise e a perda de seguidores", analisa Issaaf Karhawi, pesquisadora em Comunicação Digital na USP (Universidade de São Paulo), em entrevista ao Notícias da TV.

A imagem de Boca Rosa (e, consequentemente, os seus negócios) ficou prejudicada depois que ela criticou o movimento "girl power" da casa no início deste mês. As mulheres foram tirar satisfação com Hadson Nery, Lucas Gallina e Felipe Prior depois de descobrirem que havia um plano para prejudicar a imagem de quem já era comprometida fora do reality.

Na guerra dos sexos em que se transformou o BBB20, Bianca preferiu ficar do lado dos homens. "Você tinha que ver a algazarra que elas fizeram, de girl power e feminismo. Não suporto esse papinho de girl power", debochou a influenciadora digital em conversa com Guilherme Napolitano em 3 de fevereiro.

Depois disso, ela passou a criticar as mulheres da casa e a defender os homens. Sua justificativa é a de que eles são seres humanos e também erram. Pegou mal.

Boca Rosa em derrocada

A influenciadora conquistou mais de 1 milhão de seguidores no Instagram após ser revelada como participante do reality da Globo, mas logo começou a perder fãs na sua principal ferramenta de trabalho. Mais de 300 mil usuários já abandonaram Bianca Andrade desde o seu posicionamento a favor dos homens.

No Twitter, a frase "Fora Boca Rosa" chegou a ficar em primeiro lugar nos assuntos mais comentados. Outras mensagens contra a influenciadora também viralizaram, e ela não pode mais ser vista como uma das favoritas ao prêmio de R$ 1,5 milhão.

Boca Rosa é dona e rosto de sua própria marca de produtos de beleza (Foto: Reprodução/Instagram)

"A grande questão é se o que ela está mostrando no reality show é o que ela passa nas redes sociais. O público não espera um relacionamento teatral do influenciador. Talvez isso tenha relação com a perda de seguidores: entendeu-se que a relação estabelecida nas redes sociais não era genuína", explica a pesquisadora da USP.

Curiosamente, Boca Rosa foi reconhecida pela revista Capricho, em 2016, justamente na categoria Girl Power, em uma ação de parceria com uma marca de lâminas de depilação feminina. "Para ser girl power, vocês precisam acreditar em quem vocês são de verdade e correr atrás dos seus sonhos", declarou a blogueira, na ocasião.

A influenciadora ainda recebeu críticas de mulheres famosas. A atriz e autora Suzana Pires a acusou de ser feminista apenas por uma questão de marketing. "Não trate a nós, mulheres, como burras. Está claro que você não está nem aí pra nenhum direito nosso. Sororidade e aliança entre mulheres vêm antes [do marketing]", escreveu ela no Twitter no início deste mês.

O império de Bianca inclui: a Boca Rosa Cosméticos, um e-commerce de acessórios de beleza, como espelhos, pincéis e esponjas para limpeza, além de produtos para cabelo, rosto e unhas; a marca Boca Rosa Beauty, focada apenas em maquiagem; e a Boca Rosa Hair, só para cabelos.

Apesar de ter mais seguidores hoje do que quando entrou no Big Brother Brasil, Bianca Andrade desperdiçou, até o momento, a chance de ser uma das vozes que defendem e explicam o feminismo dentro do BBB20. E isso pode fazer mal aos seus negócios e à imagem de empreendedora girl power junto ao público feminino.

"Aquele é um espaço [o BBB] para a Bianca se entender, se reconhecer como feminista, ou talvez não. Talvez seja o espaço em que a audiência dela encontre a Bianca real", defende a pesquisadora Issaaf Karhawi.

Últimas de BBB20

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook