Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CUIDADO COM A PELE

Mariana Xavier descobre herpes zóster e cisto sebáceo; saiba como tratá-los

Reprodução/Instagram

Mariana Xavier de franja, segurando uma mecha de cabelo, com um vestido amarelo decotado

Mariana Xavier passou por uma cirurgia para retirar um cisto sebáceo; ela também teve herpes zóster

MARÍLIA BARBOSA

marilia@noticiasdatv.com

Publicado em 16/2/2021 - 7h05

Mariana Xavier contou por meio da ferramenta Stories no seu Instagram, na última quinta (11), que tinha sido diagnosticada com herpes zóster e cisto sebáceo. No ar em A Força do Querer, a atriz disse que o processo inflamatório da pele estava tão avançado que precisou passar por uma cirurgia para retirá-lo. Antes, ela havia contado como descobriu os problemas que acometeram a sua pele.

"Estou neste momento deitada sobre uma compressa quente porque, não sei se vocês vão lembrar, no início da semana passada eu fui ao consultório da minha dermatologista e falei para vocês que eu estava com suspeita de herpes zóster e um cisto sebáceo inflamadíssimo nas costas. Pois é. Era herpes zóster mesmo. A crise já foi embora, mas o cisto, meus queridos, estava uma teta roxa nas minhas costas", desabafou.

Devido às complicações do quadro, a artista precisou procurar um especialista para retirar o cisto. "Eu tive que ir ao consultório de um cirurgião para meter o bisturi e drenar essa parada aqui. Obviamente não colocarei imagens aqui porque vou poupá-los desse trauma. Só quero dizer que, na hora que ele espremeu, eu achei que eu ia desmaiar de dor", detalhou.

Por fim, Mariana disse que agora está se cuidando para se ver livre da infecção que atingiu o seu organismo.

O que é cisto sebáceo?

O dermatologista Victor Bechara explica que o cisto sebáceo se trata de um nódulo benigno que surge em decorrência de uma alteração estrutural na composição folicular. Ele diz que também podem surgir de formar traumática, após se barbear de forma inadequada, por exemplo.

"Pode ocorrer em qualquer área do corpo, porém é mais comum em áreas com maior densidade de glândulas sebáceas, como face, pescoço e tronco", define o médico em entrevista ao Notícias da TV.

Segundo o especialista, o tratamento consiste, em geral, na remoção do cisto por meio de cirurgia, assim como fez Mariana Xavier. "[Mas] Em casos específicos, devido a uma infecção secundária por manipulação do cisto, faz-se necessário o uso de antibióticos orais e compressas mornas", destaca.

E a herpes zóster?

A herpes zóster geralmente é causada pelo vírus varicela zoster, o mesmo que desencadeia a catapora ou varicela. Entretanto, a aparência da herpes é diferente e acomete com mais frequência pacientes idosos que apresentem baixa imunidade ou por doença prévia e medicações.

"A mais comum é a formação de bolhas com conteúdo de claro a amarelado, que crescem e podem ocupar uma grande mancha no corpo. O mais comum é acometer a região de tronco, porém pode atingir qualquer região, como o rosto", explica o médico.

Bechara afirma que as lesões podem causar dores de alta intensidade e que, nestes casos, é necessário o uso de analgésicos para aliviar o desconforto. Além disso, é recomendável a utilização de outros medicamentos e até uma vacina.

"O tratamento consiste no uso de antivirais como aciclovir, famciclovir ou valaciclovir, oral, conforme prescrição médica. Há a possibilidade de vacinas MSD, a com vírus vivo contra a herpes zoster, para pacientes acima de 50 anos", completa.

Atingindo a autoestima

Tanto a herpes zóster quanto o cisto sebáceo são doenças que atingem a camada superficial da pele e ficam aparentes para quem quiser ver. Em alguns casos, as enfermidades podem gerar insegurança nos pacientes, que se incomodam com o que as outras pessoas vão reparar.

A psicóloga Fabiane Curvo de Faria, idealizadora da plataforma on-line Aterapia, disse que o problema de saúde nem sempre é resolvido com rapidez e pode, sim, afetar a autoestima do paciente. Não foi o caso de Mariana Xavier, que luta pelo fim dos padrões estéticos em quaisquer circunstâncias.

"Quando a pessoa é famosa trabalha muito com imagem, então ela vende uma imagem de perfeição, estabilidade, vende uma imagem forte, e a doença é uma fragilidade. E essa é uma doença que se expõe na estética", afirma Fabiane.

"Acho que esse é o maior abalo que a pessoa pode ter: se sentir frágil, insegura, pois é muito contra a imagem que ela vende, além de ser uma doença que traz a fragilidade, traz o medo", completa.

Assista ao desabafo de Mariana Xavier abaixo:

TUDO SOBRE

Mariana Xavier


Leia também

Web Stories

+
Traição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileirosLonge dos holofotes: Veja por onde andam cinco atores de Hilda Furacão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você vai acompanhar após o fim do No Limite e Power Couple?