Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DOENÇA NEUROLÓGICA

Entenda o que é afasia, doença que fez Bruce Willis pausar carreira

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Bruce Willis em fundo branco

Bruce Willis em entrevista para a Wired; ator irá pausar a carreira após diagnóstico de afasia

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 30/3/2022 - 20h53

O anúncio do afastamento de Bruce Willis da dramaturgia surpreendeu o público nesta quarta-feira (30). Familiares do ator de 67 anos compartilharam com os fãs que o astro de Duro de Matar (1988) e Pulp Fiction (1995) havia sido diagnosticado com afasia, distúrbio que afeta a comunicação.

Em conversa com o Notícias da TV, o neurologista Alexandre Bossoni, do Hospital Santa Paula, explica que a afasia é um sintoma que se desenvolve a partir de outras enfermidades --as mais comuns o AVC (acidente vascular cerebral), o Alzheimer e outras síndromes de demência. Além das dificuldades na fala, o distúrbio prejudica a compreensão da linguagem verbal e escrita e a capacidade de escrever.

Por enquanto, a família não revelou o tipo de afasia desenvolvida pelo ator. Bossoni afirma que esse comprometimento pode ter origem a partir de uma doença neurodegenerativa dentro da qual a afasia é um dos sintomas mais importantes.

Tipos de afasia

O neurologista Alexandre Bossoni afirma que existem dois tipos principais de afasia: global e primária progressiva. A primeira ocorre a partir de um AVC e é responsável por afetar as partes frontais e posteriores do lado esquerdo do cérebro. Segundo o especialista, o quadro é caracterizado pela dificuldade no entendimento e formação de sentenças verbais.

Já a segunda é descrita pelo especialista como a "prima-distante do Alzheimer", dado que ela é configurada como demência progressiva. Segundo Bossoni, essa é a que mais se aproxima do diagnóstico do ator de 67 anos. 

"De modo conceitual, podemos colocar que a fala é a questão mecânica, é o som que eu produzo com as minhas cordas voais, o ar passa pelas cordas vocais, vibram e geram som", explica. "A afasia é o transtorno da linguagem, dessa coisa simbólica, da capacidade do ser humano de gerar e decodificar símbolos."

O especialista destaca que afasia não tem cura, mas tem tratamento com o uso de medicamentos, de terapias e de um suporte multiprofissional para manter a qualidade de vida do indivíduo. No entanto, as perdas derivadas pelo sintoma de afasia são progressivas e irreversíveis. 

Celebridades com o sintoma

Bruce Willis não é o primeiro artista a lidar com o distúrbio. Confira outros famosos com o mesmo diagnóstico:

Emilia Clarke em desfile da Alexander McQueen

Emilia Clarke descobriu o distúrbio após sofrer dois aneurismas

Emilia Clarke

Intérprete de Daenerys Targaryen em Game of Thrones (2011-2019), Emilia foi diagnosticada com afasia após descobrir dois aneurismas cerebrais em 2011. A atriz conseguiu se recuperar após sessões de fisioterapia e decidiu criar a SameYou, instituição que ajuda pessoas a se recuperarem de lesões neurológicas.

Em entrevista ao The New York Times, em 2019, Emilia disse que pediu para os médicos a deixarem morrer. "Não conseguia lembrar meu nome e só falava palavras sem sentido. Nunca senti tanto medo. Não valia a pena continuar vivendo se não pudesse decorar minhas falas como atriz."

Randy Travis em celebração 35 anos como membro do Grand Ole Opry

Randy Travis sofreu um AVC em 2013

Randy Travis

O cantor country Randy Travis desenvolveu afasia após sofrer um AVC em 2013. Em seu livro de memórias publicado em 2019, o artista afirmou que passou três meses em terapia vocal até que conseguisse voltar a falar a letra "a". 

"Meu cérebro está funcionando e eu posso entender o que minha mulher me diz, mas eu não posso responder nada próximo de uma frase", disse Travis na ocasião.

Kate Walsh em foto no Instagram

A atriz de Grey's Anatomy descobriu a afasia em 2017

Kate Walsh

Kate Walsh sofreu com a afasia após enfrentar um tumor cerebral em 2017. Ao falar sobre o assunto pela primeira vez, em 2019, a atriz relembrou que perdeu sua capacidade de pensar e que não conseguia terminar frases.

Alicinha Cavalcanti posando para foto no Instagram

A promoter de eventos morreu em 2021 por complicações da afasia

Alicinha Cavalcanti

Alicinha Cavalcanti morreu em agosto de 2021, aos 58 anos, após complicações relacionadas à afasia progressiva primária. Afastada de atividades profissionais desde o diagnóstico de uma esclerose amiotrófica lateral em 2017, a promoter de eventos sofria de um grau avançado do distúrbio.


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.