QUE HISTÓRIA É ESSA?

Xuxa e Sabrina pedem para participar do programa de Porchat: 'Vão ter que esperar'

REPRODUÇÃO/RECORD

Xuxa em entrevista a Fábio Porchat na Record, em 2016

Xuxa em entrevista a Fábio Porchat na Record, em 2016; ela pediu para participar do talk show do humorista no GNT

GABRIEL PERLINE - Publicado em 18/12/2019, às 05h29

Ao contrário dos tempos da Record, Fábio Porchat agora tem lista de espera de famosos interessados em participar de seu talk show no GNT, o Que História É Essa, Porchat?. Xuxa, Sabrina Sato e Fafá de Belém são alguns dos nomes que pediram para ir ao programa, mas que precisarão esperar um bom tempo antes de serem escaladas.

"Vão ter que esperar um pouco", disse o humorista ao Notícias da TV. "Já entrevistei todo mundo da Record. Já ouvi milhões de histórias. Agora eu tô tipo 'deixa eu me lambuzar com esse melaço aqui', que ainda tem muita gente pra vir. Tem muita Juliana Paes que ainda não me apareceu na frente ainda."

Um dos motivos que fizeram Porchat pedir demissão da Record foi a falta de artistas para concederem entrevistas interessantes em seu extinto talk show. Após dois anos e meio, e mais de 800 edições realizadas, ele cansou de ter que apelar para colegas de sua ex-emissora para sentarem em seu sofá. Ticiane Pinheiro, por exemplo, esteve cinco vezes no Programa do Porchat.

"Por isso eu pedi pra sair. Olhei e vi que no ano seguinte eu não teria convidados diferentes. Então eu saí antes do programa ficar ruim. Agora estando na Globosat, a Globo me liberou seu casting. Me abriram as portas. Não tem ninguém que tenham barrado", explicou.

Que História É Essa, Porchat? é um fenômeno na web e também no Globosat Play, plataforma de streaming dos canais a cabo da Globo. Ele tem a oportunidade de entrevistar não somente os artistas da rede da família Marinho, como também de outras emissoras. Na primeira temporada, recebeu Maisa e Celso Portiolli, ambos do SBT. Mas Xuxa e Sabrina, talvez, só estarão na segunda leva de episódios.

"O barato é que as pessoas estão se convidando. Acho isso o máximo. A Xuxa me mandou mensagem dizendo: 'Fábio, eu tô amando teu programa, quero ir e já sei o que vou contar'. Sabrina também mandou mensagem. As pessoas estão me mandando mensagens dizendo que têm histórias porque entenderam o que é o programa, não têm melindre e sabem que não serão sacaneadas", comentou.

Na Globo, também há uma fila de espera de artistas que se convidaram para participar. Lília Cabral disse que já sabe qual história contar no talk show, assim como Ana Maria Braga. Ambas se ofereceram. Mas tem algumas pessoas que já deixaram claro que nunca irão ao talk show e fizeram questão de avisar a Porchat para nem cogitarem seus nomes.

"Talita Carauta, que é maravilhosa, disse que nunca irá no meu programa porque não sabe contar história, falou que é péssima contadora de histórias. 'Já tô te dizendo que não vou porque se eu for vai ser um horror', ela me disse. E eu prefiro que seja assim. É melhor uma pessoa ser sincera comigo do que fazer questão de ir e chegar na hora e contar uma história chatérrima", comentou.

E quem define os convidados de cada edição é o próprio Porchat. Ele sempre pede para os interessados lhe anteciparem as histórias para saber se alguma delas se encaixa com o perfil do programa. Tem gente que já enviou quatro sugestões, todas desinteressantes, e foram cordialmente desconvidadas. Além de fazer a curadoria, ele também faz um breve ensaio com cada um dos famosos, para dar dicas de como contar os causos de maneira interessante e instigante.

"Não adianta a pessoa achar a história dela ótima e contar: 'Eu estava na rua e fui assaltado'. E daí?: 'Ah, não. É que me levaram tudo'. Isso não é uma história para o programa. Então eu oriento um pouco. E algumas pessoas eu já conheço e falo 'conta aquela'", revelou.

"Ouvimos antes todas as histórias e quase fazemos um coach para a pessoa não liberar tudo de uma vez. Por exemplo, a menina que invadiu a festa do Luciano Huck. Se ela começasse falando: 'Minha história é de um dia que eu entrei na casa do Luciano Huck' ela distruiria toda a construção da história. Oriento não antecipar o final e ajudo a cortar aquilo que não é importante", finalizou.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook