Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Show sertanejo

Com mais de três horas, diretor sofre para colocar especial Amigos no ar na Globo

Divulgação/TV Globo

Os sertanejos Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano e Leonardo no show Amigos, que vai ao ar na quarta (18)

Chitãozinho & Xororó, Zezé di Camargo & Luciano e Leonardo no show Amigos, que vai ao ar na quarta (18)

FERNANDA LOPES

Publicado em 18/12/2019 - 5h17

O especial sertanejo Amigos volta à programação da Globo nesta quarta-feira (18), com altas doses de emoção, nostalgia e muita música sertaneja. Zezé Di Camargo & Luciano, Chitãozinho & Xororó e Leonardo cantaram durante mais de três horas no show, que foi gravado em setembro em São Paulo, e o diretor penou para cortar o material para a TV.

"A maior dificuldade é decidir o que vai ao ar. Daria pra exibir as três horas tranquilamente. Mas, como a TV não tem esse espaço, nesse momento eu tô numa luta com minha equipe de diretores pra gente definir o que vai ao ar. É só sucesso, do começo ao fim. É muito difícil, não dá pra tirar [músicas da versão para a TV]. Eu tô meio sem dormir", confessou o diretor artístico, LP Simonetti.

Mas, no final, ele e sua equipe conseguiram fazer um corte televisivo que deve ter entre 70 e 75 minutos de duração. Ainda não foram divulgadas quais das 44 músicas do show original entrarão na versão, mas sucessos como Evidências, É o Amor e Pensa em Mim com certeza serão exibidos.

"A gente está mais maduro e estava com muita saudade [de cantar juntos]. Ficaria lá quatro, cinco horas cantando e não veria o tempo passar", comentou Chitãozinho. 

Quem também estava com saudades era o público. O show gravado para a TV foi o primeiro da turnê dos Amigos, que passará por uma dezena de cidades pelo Brasil. No estádio, o diretor mandou reforçar os equipamentos de áudio, para que a voz do público fosse ouvida nas captações.

"Tem uma participação muito importante, que é a da plateia. Todo mundo canta do começo ao fim, 49 mil pessoas que estavam no Allianz Parque. Quando vocês assistirem, vão sentir que eram 49 mil memórias afetivas ali, se emocionando no espetáculo", valorizou Simonetti.

Além da emoção da plateia, os próprios cantores também tiveram seu momento "haja coração": o espetáculo fez uma homenagem a Leandro (1961-1998), que participou dos primeiros shows dos Amigos antes de morrer, vítima de câncer.

Todos se abraçaram no palco na hora da "participação especial" do irmão de Leonardo e deixaram claro que reviver esse projeto é uma grande alegria.

"Esse show vem pra gente matar a saudade e se divertir fazendo o que a gente mais ama. Você não imagina o prazer que a gente tem nos bastidores de ir no camarim um do outro, bater papo, sacanear. Provavelmente vamos fazer outros especiais", prometeu Zezé. 

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?