Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ESTREIA SEGUNDA

Vai flopar? Ana Maria e o próprio Silvio Santos são pedras no sapato do Vem Pra Cá

REPRODUÇÃO/SBT

Patricia Abravanel e Gabriel Cartolano  no cenário do Vem Pra Cá; telão ao fundo

Patricia Abravanel e Gabriel Cartolano comandam o Vem Pra Cá, nova revista eletrônica do SBT

PIERO VERGÍLIO

pierovergilio@gmail.com

Publicado em 17/3/2021 - 6h50

Estreia do SBT na próxima segunda-feira (22), o Vem Pra Cá já nasce como uma aposta de risco. Além de conquistar o público, a atração apresentada por Patricia Abravanel e Gabriel Cartolano terá o desafio de se consolidar na grade. Mas os desmandos de Silvio Santos e a concorrência direta com Ana Maria Braga "jogam contra" a longevidade do programa.

O Notícias da TV lista cinco fatores que podem se tornar uma pedra no sapato do novo matinal. Confira:

REPRODUÇÃO/TV gLOBO

Vem Pra Cá enfrentará o Mais Você

Concorrência forte

Nas chamadas de estreia, o SBT anuncia o Vem Pra Cá como "o programa que vai mudar sua rotina". Roubar público da concorrência deve ser uma das primeiras dificuldades, já que durante quase toda a sua exibição, o lançamento disputará audiência com o Mais Você, de Ana Maria Braga.

A loira ocupa as manhãs da Globo desde 2000, com apenas alguns ajustes de horários. Ao longo desse período, fortaleceu sua identificação com o telespectador. Com seu carisma, ela tem a habilidade de tornar as pautas mais atraentes. Seu talento na cozinha e a capacidade de rir de si mesma também cativam a plateia.

O Hoje em Dia da Record também já está consolidado. Nos primeiros dias, como um reflexo do efeito curiosidade, o público deve dar uma chance à nova atração, mas a longo prazo o Vem Pra Cá precisa se mostrar cativante o suficiente para convencer as pessoas a trocar de canal.

REPRODUÇÃO/sbt

Silvio Santos não espera programas emplacarem

Desmandos do patrão

Outro fator que coloca em xeque a longevidade do Vem Pra Cá são os desmandos do próprio Silvio Santos. A história mostra que o dono da emissora não costuma ter paciência com programas que têm repercussão aquém da que ele imaginou.

Na hipótese de que isso também aconteça com o Vem Pra Cá, são grandes as chances de ele ordenar que o programa passeie pela grade. Para comprovar essa teoria, basta citar que, no ano passado, ao Roda Viva, o apresentador Serginho Groisman relembrou que o Programa Livre (1991-2001) mudou de horário 45 vezes enquanto ele esteve no comando.

Outras possibilidades que não devem ser descartadas são uma reformulação quase total na equipe ou mesmo o fim precoce da atração. Programa que mais se assemelha ao Vem Pra Cá no SBT, o Olha Você --que reunia jornalismo, culinária e prestação de serviços-- teve vida curta: permaneceu no ar entre setembro de 2008 e março de 2009.

dIVULGAÇÃO/sbt

Ticiana foi vetada por Silvio

Insistência em Patricia

Também por ordem de Silvio Santos, Patricia Abravanel vai assumir a atração ao lado de Gabriel Cartolano. As primeiras informações sobre o matinal davam conta de que Chris Flores seria a apresentadora, mas depois Ticiana Villas Boas passou a ser a favorita do departamento comercial, já que traria patrocinadores. O nome do ex-global Ivan Moré também era dado como certo.

É verdade que Patricia já não é mais uma novata. Mas, desde que debutou como apresentadora, à frente do Máquina da Fama (2013-2017) e do Topa Ou Não Topa (2019-2020), ela comandou game shows, com formatos prontos, que iam ao ar gravados.

Agora, ela estará à frente do maior desafio de sua carreira: além de ser diário, o Vem Pra Cá provavelmente deve ter edições ao vivo, que exigem jogo de cintura e capacidade de improviso. Uma apresentadora mais experiente poderia ajudar para que a consolidação do programa acontecesse mais rapidamente.

Kelly Fuzaro/BAND

Como Edu Guedes, Vem Pra Cá terá receitas

Risco de ser genérico

Para que consiga cair nas graças do público, é essencial que o Vem Pra Cá tenha uma identidade própria. Abelardo Barbosa, o Chacrinha (1917-1988) já dizia que, em televisão, "nada se cria, tudo se copia". Mas deve existir a preocupação de se criar uma marca registrada, algo que remeta ao programa, ainda que se utilize de estratégias da concorrência.

Caso contrário, o matinal será só um genérico de tudo o que é exibido em outros canais, como a culinária vista no The Chef, da Band. Por isso, é importante que a equipe lance mãos de atrativos para convencer o público a mudar de canal ou, ao menos, dar uma chance nesse primeiro momento.

Em outras palavras, o desafio do programa será surpreender --positivamente-- quem está em casa. Isso passa, necessariamente, por novos olhares no planejamento das pautas e pela sintonia que Patricia e Cartolano demonstrarão no ar.

DIVULGAÇÃO/ALAN SANTOS

Vem Pra Cá não pode se tornar palanque

Palanque do governo?

Por fim, o Vem Pra Cá precisa assegurar que o programa não se torne um palanque para defender interesses de determinados grupos. Patricia Abravanel, vale lembrar, é casada com Fábio Faria, que atualmente é ministro das Comunicações do governo Jair Bolsonaro.

Ainda que Silvio Santos já tenha demonstrado publicamente seu apreço à atual gestão, é preciso cuidado para que o programa não se torne um reduto de apoiadores do atual presidente. Será que alguém que critique a condução do governo na pandemia terá espaço na atração?

Esse alerta é importante porque, em teoria, o objetivo do programa é dar voz às pessoas com opiniões diferentes, até para abraçar a diversidade de público. O fim precoce do Aqui na Band (2019-2020) é um exemplo claro de o que não deve ser feito.


Leia também

Web Stories

+
Bastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou da escolha da reprise de Pega Pega?