Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TENSÃO NO AR

Repórter é atingida por explosão em Beirute e cai diante da câmera ao vivo

Reprodução/Twitter

Faisal Al-Asil, de camisa e gravata ao lado de uma mulher de máscara preta. Ambos desesperados com explosão em Beirute

Faisal Al-Asil, diretor de projetos da Agência Marroquina, se assustou com explosão ao vivo no Líbano

REDAÇÃO

Publicado em 5/8/2020 - 11h35

A jornalista Maryam Toumi, da BBC News da Arábia, foi atingida pela explosão ocorrida na zona portuária de Beirute, no Líbano, durante uma entrevista ao vivo na terça-feira (4). No vídeo compartilhado pela conta oficial da emissora no Twitter, a profissional apareceu dando gritos antes de cair no chão diante da câmera.

Toumi conduzia uma entrevista por vídeochamada com Faisal Al-Asil, diretor de projetos da Agência Marroquina de Energia Sustentável, quando ouviu o barulho de uma grande explosão. Neste momento, a jornalista começou a gritar, e a câmera mostrou ela sendo arremessada e levantando de baixo de uma mesa logo em seguida, aparentemente ilesa.

O alarme do prédio disparou com o impacto, enquanto o entrevistado e uma mulher que estavam ao seu lado assistiam à cena de horror desesperados.

Para se ter uma ideia da dimensão da explosão, ela teve um quinto do tamanho da bomba nuclear de Hiroshima, ocorrida em 6 de agosto de 1945, que matou entre 90 mil e 166 mil pessoas na cidade e 60 mil e 80 mil em Nagasaki.

Até o momento contabilizaram pelo menos 100 mortos e quatro mil feridos na capital libanesa. O desastre foi desencadeado quando um soldador acendeu 2.700 toneladas de produtos químicos explosivos na área portuária, segundo a imprensa internacional.

Assista ao vídeo abaixo (contém cenas fortes): 

TUDO SOBRE

BBC

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?