Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

ANANDA APPLE

Repórter da Globo passa sufoco durante tempestade em São Paulo: 'Me apavorei'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Ananda Apple está com expressão séria e segura microfone da Globo na mão

Ananda Apple no Bom Dia São Paulo desta quinta (9); repórter quase ficou presa em alagamento

DÉBORA LIMA

debora@noticiasdatv.com

Publicado em 9/3/2023 - 8h11

Ananda Apple revelou no Bom Dia São Paulo que quase ficou presa em uma enchente durante a tempestade que atingiu a capital paulista na tarde de quarta (8). A repórter estava em Moema, bairro na zona sul em que uma idosa morreu por causa da forte chuva. "Me apavorei, porque foi muito rápido", relatou a profissional da Globo.

A jornalista conversou com Rodrigo Bocardi e Cinthia Toledo ao vivo na manhã desta quinta (9). Ela falou sobre o caso de Naide Pereira Capelano, de 88 anos, que morreu durante o temporal na Rua Gaivota, em Moema. A idosa não conseguiu sair do carro e ficou presa na enchente.

"Eu estava aqui nesse bairro exatamente nessa hora, dentro de um carro. Me apavorei, porque foi muito rápido. Tinha saído de um médico, e em cinco minutos começou o granizo e a água a subir", contou Ananda.

"Só que eu conheço o bairro de Moema e sei que ele fica em cima de uma várzea, para onde reflui toda a água do rio Pinheiros. É uma área que tem muitos rios subterrâneos", explicou ela.

"Moema foi construída sobre lençóis freáticos, os subsolos das garagens com cimento achataram isso ainda mais. Numa hora de chuva muito forte, em que as árvores não dão conta de chupar a água do solo porque estão cercadas de cimento no entorno dos troncos, toda essa água tenta sair por algum lugar. Não tem como, na hora da chuva, essa água penetrar porque já está toda comprimida lá embaixo", continuou a repórter.

"Então isso sempre vai acontecer com o bairro de Moema, acontece há mais de 50 anos. Não tem como fugir dessa situação. Como é que eu fugi, andando no meio da rua e tentando não passar embaixo de árvore, porque as árvores ficam pesadas e é aí que elas caem", relatou Ananda.

"É toda uma situação que ameaça as pessoas e que foi provocada pelas próprias pessoas na construção dos bairros", criticou ela.

No mês passado, outro jornalista da Globo passou sufoco por conta de fortes chuvas. Roberto Kovalick ficou ilhado com a família em Juquehy, no litoral de São Paulo. "Assusta muito o que vemos", desabafou ele na situação. Mesmo de folga, o âncora do Hora Um acabou sendo escalado para cobrir a tragédia na região. Mais de 60 pessoas morreram.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações sobre novelas, celebridades e reality show:

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.