ROBERTA SCHERER

Repórter da Band tem celular furtado em trem durante link ao vivo: 'Ficam as parcelas'

REPRODUÇÃO/BAND

Roberta Scherer em link ao vivo para o Aqui na Band, na quarta-feira (18)

Roberta Scherer em link ao vivo para o Aqui na Band, após ser furtada em um vagão de trem na quarta-feira (18)

REDAÇÃO - Publicado em 19/03/2020, às 17h06

A repórter Roberta Scherer, do Aqui na Band, teve seu celular furtado em um trem durante link ao vivo em São Paulo. Ela fazia uma reportagem dentro de um vagão sobre os cuidados que os passageiros devem ter por causa do coronavírus. Ao descer em uma estação, sentiu falta do aparelho. "Se foi um celular. Ficam as parcelas. Mas tudo bem. Bora tocar o barco", disse em sua rede social.

"Eu, como qualquer assalariado deste país, estava parcelando [o celular]. Tenho algumas parcelas por aí e vai doer no bolso. Mas, felizmente, vai doer só no bolso. Não foi nada violento, nem vi quem foi direito. Foi tudo muito rápido", contou em seus Stories depois do furto, ocorrido na manhã de quarta-feira (18).

A repórter reforçou que ficou surpresa pela audácia do meliante, que não se intimidou com a câmera ligada. "Uma coisa totalmente inesperada, principalmente quando a gente está trabalhando", comentou.

"Quem é jornalista sabe, a gente fica tão concentrada no que está fazendo que, realmente, esquece qualquer coisa que esteja carregando. Eu estava ao vivo, conversando com a Silvia [Poppovic] no estúdio. Enfim, acontece. Infelizmente. Mas passou e está tudo bem comigo", frisou para seus seguidores.

Roberta contou com a solidariedade dos apresentadores Silvia e Luís Ernesto Lacombe logo após o ocorrido. Ainda na manhã de quarta, ela entrou em um novo link ao vivo no Aqui na Band para contar a situação e surpreendeu seus colegas.

"Acabei me descuidando e roubaram meu celular agora durante o ao vivo. Eu estava com o telefone no bolso, concentrada, entrevistando as pessoas, conversando com vocês e alguém botou a mão no meu bolso. Eu desci na estação e percebi que estava sem meu celular particular", relatou.

"É uma situação chata. Aquela sensação de que você estava concentrada tentando fazer o bem. Tentando falar com as pessoas. Está todo mundo muito tenso com essa situação, só se fala em coronavírus aqui e alguém de má-fé aproveitou que eu estava ali concentrava e me roubou o telefone", contou.

Surpresa, Silvia questionou se ninguém percebeu a ação do ladrão. "Você viu como estava cheio o trem? Tinha, realmente, muita gente dentro. O câmera estava concentrado na imagem, meu auxiliar também estava aqui ajudando com o cabo para a gente não atrapalhar as pessoas. Desci na estação, Silvia, botei a mão no bolso, e [o celular] não estava mais [lá]", descreveu Roberta.

"Esse é um vírus que a gente tem no Brasil há muito tempo: o vírus da violência, assaltos e furtos. Uma pena", analisou Lacombe. "Você fazendo o seu trabalho. Sinto muito. A nossa solidariedade para você", concluiu Silvia.

Diante da situação, a repórter ainda passou uma última informação de utilidade pública para os telespectadores. "Agora vou fazer o que a gente indica às pessoas: um boletim de ocorrência. Vou dar uma olhada nas imagens e disponibilizar para a polícia. Mas é aquela questão que a gente sabe: não tem muito o que fazer além disso. Comunicar as autoridades e é isso", finalizou.

Confira o desabafo de Roberta Scherer no Instagram:

Veja o relato de Roberta Scherer sobre o furto:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook