Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CONTRATOS DIFERENTES

Por que a Globo é proibida de exibir o Athletico no Premiere, mas transmite na web?

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Pedrinho (à esq.), Cléber Machado e Roger Flores na transmissão de Corinthians x Athletico-PR, no Globoesporte.com

Pedrinho (à esq.), Cléber Machado e Roger Flores em Corinthians x Athletico: exclusivo no Globoesporte.com

VINÍCIUS ANDRADE

Publicado em 17/10/2019 - 5h33

Único dos 20 times do Campeonato Brasileiro que decidiu não assinar com o Grupo Globo para ter seus jogos transmitidos no pay-per-view, o Athletico-PR obrigou a líder de audiência na TV a usar uma nova plataforma para exibição de partidas de futebol: o Globoesporte.com. Nesta quinta (17), contra o Fluminense, o Furacão terá o terceiro confronto na competição nacional mostrado com exclusividade na web.

Contratualmente, a Globo pode exibir até três jogos do Brasileirão por rodada na TV aberta e/ou no Globoesporte.com. O site também é considerado um canal aberto, por ser acessado de forma gratuita. Por isso, a emissora, que não conta com a equipe paranaense no Premiere, passou a usar o digital.

Na TV paga, o Athletico-PR tem contrato com a Turner. Mas só as partidas contra os seis times (Palmeiras, Bahia, Santos, Internacional, Ceará e Fortaleza) que também têm acordo com a empresa americana podem ser exibidas na TNT ou no Space.

Quando há um confronto contra algum dos outros 13 clubes do Brasileirão, a partida só pode ser mostrada pela Globo na TV aberta ou no site. Se isso não acontece, o jogo simplesmente some da programação e não é transmitido, como já aconteceu em nove duelos realizados nesta temporada.

O primeiro jogo exclusivo do Globoesporte.com foi Grêmio x Athletico-PR, em 24 de agosto; o Grupo Globo voltou a usar o seu site para o confronto dos paranaenses contra o Corinthians, em 10 de outubro.

A partida do Furacão contra o Fluminense hoje (17), às 21h, será a terceira exclusiva do site. O jogo acontecerá no Maracanã, no Rio de Janeiro. Luiz Carlos Jr. vai narrar, com comentários de Grafite e Roger Flores, e reportagens de André Pessôa e Fernando Saraiva. A Central do Apito será comandada por Sandro Meira Ricci.

Athletico-PR x Premiere

Campeão da Copa do Brasil 2019, o Athletico-PR recusou R$ 6 milhões do Grupo Globo para a transmissão das partidas no pay-per-view no Brasileirão, por considerar o valor irrisório. "Acha justo um clube com a nossa história e grandeza valer isso?", questionou a direção do clube em uma nota oficial publicada em abril.

Cinco outros times estão nessa faixa dos R$ 6 milhões do Premiere: Fortaleza, Ceará, Chapecoense, Goiás, Avaí e CSA. As quatro equipes que mais faturam com pay-per-view são Flamengo (R$ 120 milhões), Corinthians (R$ 110 milhões), Palmeiras (R$ 94 milhões) e São Paulo (R$ 71 milhões).

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?