Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

DOAÇÕES DESVIADAS

Polícia investiga quatro golpes do pix na Record da Bahia; apresentador vai depor

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

José Eduardo Bocão na Record

José Eduardo Bocão no Balanço Geral: apresentador se diz traído e vai depor em caso de golpe

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 14/3/2023 - 7h00

A Polícia Civil da Bahia está investigando pelo menos quatro casos de desvio de doações feitas por pix à Record de Salvador, segundo apurou o Notícias da TV. Os golpes, ocorridos entre setembro de 2022 e janeiro deste ano no Balanço Geral Bahia, foram comunicados à polícia pela própria emissora, que faz uma investigação interna. Apresentador do programa, José Eduardo Bocão deverá depor. Ao Notícias da TV, ele diz estar "decepcionado" e alega ter sido traído por pessoas de confiança.

Estima-se que tenham sido desviados pelo menos R$ 800 mil. O esquema envolvia pelo menos um repórter e um editor, que foi demitido no final de semana. A emissora exibia casos dramáticos, como o de uma menina com câncer, e pedia doações para um pix da produção do Balanço Geral. O dinheiro, no entanto, não ia parar nas mãos de quem precisava.

Um dos casos investigados pela polícia é o de um vendedor de milho, morador do bairro Nova Constituinte, no subúrbio de Salvador. Em 27 de setembro, ele fez um apelo na Record após ter sua casa arrombada e todos os seus pertences roubados. Ele queria comprar novos móveis e refazer a vida para voltar a trabalhar. Uma chave de pix foi exibida na tela para arrecadar doações.

A tal chave foi criada pelo editor do programa, que era um intermediário para o recebimento do dinheiro. O homem que fez o apelo foi informado de que receberia o valor doado em até uma semana. Porém, isso nunca aconteceu. Estima-se que R$ 15 mil foram desviados somente nesse caso.

O vendedor foi procurado pelo Notícias da TV por telefone e WhatsApp na segunda (13), mas optou por não dar entrevista por medo de represálias. Outros três casos ainda estão sendo apurados, conforme apuração da coluna com fontes na Record. Um deles é o de uma mulher que fez um apelo no programa para pagar o tratamento de um câncer da filha. O valor de R$ 70 mil foi desviado sem que a criança recebesse o dinheiro. Ela morreu sem conseguir tratamento.

O estopim para a investigação aconteceu em fevereiro, após o jogador Anderson Talisca, atualmente colega de Cristiano Ronaldo no Al-Nassr, da Árabia Saudita, doar R$ 70 mil para a campanha da criança.

Logo depois, o jogador entrou em contato para saber se a doação havia chegado e pedir um comprovante para abater o valor no imposto de renda. O ex-centroavante do Bahia foi informado de que o dinheiro não foi repassado. 

Apresentador foi avisado por jogador

Foram Talisca e seu empresário que alertaram José Eduardo Bocão sobre o golpe. Bocão repassou as denúncias para a direção da Record, que desde então faz uma investigação interna. Um editor envolvido foi demitido após ter confessado participação no caso. Outros dois repórteres são investigados. A ordem dada pela diretoria da TV em São Paulo é demitir os envolvidos por justa causa, sem direitos trabalhistas. 

O Notícias da TV não revela os nomes dos envolvidos porque eles foram mantidos sob sigilo pela Polícia Civil baiana. Os investigadores vão chamar José Eduardo, diretores e produtores do Balanço Geral para depor nos próximos dias para apurar o crime de estelionato, que pode dar de um a cinco anos de prisão em regime fechado. 

Em conversa com o Notícias da TV, José Eduardo disse que se sente traído. Sua atração briga pela liderança no horário com o Bahia Meio Dia, exibido pela TV Bahia, afiliada da Globo na região. Ele diz ter cogitado se aposentar da televisão após descobrir o caso, mas decidiu se manter no ar.

"A decepção é gigante. Sempre trabalhei com a verdade, com a justiça social, com as pessoas. Na minha vida, eu vim para uma missão. Essa missão eu encontrei na Record. Centenas e centenas de pessoas eu dei a mão, eu ajudei com a RecordTV Itapoan e São Paulo. Já vai para 16 anos aqui dentro. Você acha que vou deixar isso acabar por causa de ladrão?", afirma o apresentador. 

"Eu vou para a guerra. Eu vou fazer mais ainda, eu vou ajudar as pessoas ainda mais. O que eu puder fazer, vou fazer pelo povo. Que a Record e a polícia encontrem os culpados e que eles paguem pelo que fizeram, mas bem longe de mim", conclui. 

Outro lado

Procurada, a Record emitiu o seguinte comunicado: "Assim que recebeu as denúncias, a RecordTV Itapoan apura os fatos e tomará todas as medidas legais cabíveis para o caso".

A Polícia Civil da Bahia confirmou as investigações e as apurações de possíveis casos suspeitos na empresa. Veja a nota na íntegra:

"A Delegacia de Repressão ao Estelionato e Outras Fraudes (DreofCyber), com o apoio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), iniciou as investigações acerca de uma fraude, cujos funcionários de uma emissora de televisão são suspeitos de cometer contra telespectadores.

Conforme as primeiras informações, o crime consiste em arrecadar doações para pessoas em estado de vulnerabilidade social, porém o valor não era repassado para as vítimas. Os responsáveis serão intimados na unidade policial"

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.