EXCLUÍDA

Pela primeira vez em 14 anos, Globo fica de fora do Emmy Internacional

Estevam Avellar/TV Globo

Juliana Paes na pele da Bibi Perigosa de A Força do Querer: novela aclamada não concorre a prêmio - Estevam Avellar/TV Globo

Juliana Paes na pele da Bibi Perigosa de A Força do Querer: novela aclamada não concorre a prêmio

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 27/09/2018, às 12h49 - Atualizado às 18h20

Pela primeira vez em 14 anos, a Globo não terá nenhum produto original na disputa pelo Emmy Internacional. Os indicados foram anunciados na manhã desta quinta-feira (27) e, apesar de o Brasil concorrer em seis categorias, a liderança ficou com a série 1 Contra Todos, da Fox. GNT e HBO também foram lembradas pelos votantes do prêmio.

Fenômeno de audiência e de crítica, A Força do Querer não foi aclamada. Isso marca a primeira vez desde 2010 que o Brasil não emplaca uma obra no quesito melhor telenovela, categoria no qual o país levou seis dos dez troféus já entregues.

Outro sucesso no Ibope, O Outro Lado do Paraíso não pôde concorrer à premiação deste ano, que contempla produções transmitidas entre 1º de janeiro e 31 de dezembro de 2017. Apesar de ter estreado em 23 de outubro, a novela de Walcyr Carrasco exibiu a maior parte de seus capítulos em 2018 _por isso, só competirá no Emmy Internacional do ano que vem.

A Globo só será representada na premiação na categoria telefilme ou minissérie, com José Aldo - Mais Forte que o Mundo. A obra, no entanto, é uma produção da Globo Filmes para o cinema, que foi reeditada como uma minissérie para a televisão.

A produção estrelada por José Loreto tem um forte concorrente em Man in an Orange Shirt, elogiada minissérie de duas partes da BBC que mostra um romance homossexual de dois veteranos de guerra.

A exclusão da Globo fica ainda mais notável pelo fato de a emissora ser uma das parceiras do Emmy Internacional _ou seja, ela patrocina o prêmio, assim como os braços internacionais da Fox e da HBO.

Nos últimos anos, a Globo sempre esteve presente na premiação. Em 2017, por exemplo, Adriana Esteves concorreu por seu trabalho na série Justiça (que também foi indicada como produção dramática), o Tá no Ar foi indicado a melhor série de comédia e duas novelas emplacaram uma vaga na disputa de telenovela, Totalmente Demais e Velho Chico _elas foram superadas por uma trama turca.

Em 2016, a Globo praticamente monopolizou as indicações: o Brasil recebeu sete lembranças, seis delas para produções da emissora. Apenas Adotada, reality show da MTV, furou o monopólio da rede da família Marinho.

Os indicados
Indicado a melhor ator no ano passado
, Júlio Andrade volta a repetir a dose por seu papel em 1 Contra Todos. Mas, dessa vez, ele não está sozinho: a própria série concorre na categoria melhor drama. Enfrenta o fenômeno espanhol La Casa de Papel, exibida no Brasil pela Netflix.

O drama Psi, da HBO, também emplacou uma vaga na disputa com a atriz Denise Weinberg. Ela compete com a duas vezes indicada ao Oscar Emily Watson, estrela da minissérie britânica Apple Tree Yard.

Na categoria programa artístico, Palavras em Série rendeu uma indicação ao GNT. A produção mostra atrizes como Camila Pitanga, Andrea Beltrão e Lilia Cabral lendo, interpretando e analisando textos de grandes autoras.

A sexta lembrança ao Brasil no Emmy Internacional coube à série documental Eu Sou Assim, produção da TV Zero para o GNT que mostra portadores de síndromes e transtornos que ainda são alvo de preconceito na sociedade.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que série você está mais empolgado para acompanhar neste ano?
Game of Thrones, com desfechos impactantes.
0.00%
The Big Bang Theory, comédia que acompanhei desde o início.
0.00%
A volta de Big Little Lies, que foi um sucesso.
0.00%
A nova temporada de Troca de Esposas, da Record.
0.00%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook