Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DEIXA A DESEJAR

Nem Sabrina Sato salva: Cinco erros de Game dos Clones, novo reality da Record

Antonio Chahestian/Record

Sabrina Sato ao centro, ao lado da participante Aline Tofalo e seus sete pretendentes, muito parecidos e vestidos de forma igual no reality Game dos Clones

Sabrina Sato ao lado da participante Aline Tofalo e seus sete pretendentes no reality Game dos Clones

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 30/10/2020 - 7h05

Estreia nesta sexta (30) na Record o programa Game dos Clones, cujos dois primeiros episódios já estão disponíveis para assinantes do Prime Video, streaming da Amazon. Sabrina Sato é a apresentadora do reality de relacionamentos e transmite seu carisma, mas ainda assim não é suficiente para alavancar a atração, que deixa a desejar em vários pontos.

Game dos Clones terá 10 episódios, e em cada um deles o (ou a) participante protagonista conhece sete pretendentes, todos muito parecidos, de acordo com as preferências físicas da pessoa.

Ao longo de cerca de 50 minutos muito editados, o público acompanha provas e encontros para que o participante decida quem ganhou seu coração. Na teoria, o programa teria potencial. Mas, na prática, ao menos os dois primeiros episódios não empolgam e passam facilmente batidos em meio a outros realities de relacionamento mais bem-sucedidos.

Confira cinco erros de Game dos Clones:

Pouco tempo

A ideia de Game dos Clones poderia ser melhor aproveitada se o mesmo participante e seus pretendentes tivessem uma temporada inteira só para eles, e não apenas um episódio. Para condensar tudo o que acontece durante dias em menos de 50 minutos de episódio, a edição foca apenas no que é muito importante, e as histórias e conexões parecem se perder pelo caminho.

É difícil tanto para os pretendentes e participantes se mostrarem e se conhecerem quanto para os telespectadores acreditarem que qualquer relação pode se formar daquela maneira.

Personagens mal explorados

Também por tudo ser muito sucinto no programa, as histórias dos pretendentes são pouco exploradas. Há boas personalidades entre os selecionados, pessoas que renderiam bons diálogos, e até princípios de desavenças aparecem. Mas, pelo fato de só cenas essenciais serem exibidas, não sobra tempo para as histórias mais interessantes brilharem.

Falta drama

Num reality de relacionamento, as emoções e os sentimentos devem ter destaque. Mas, em Game dos Clones, tudo parece muito amigável, muito casual. Os sete pretendentes dos primeiros episódios estão disputando a mesma pessoa, mas se tornam amigos --até mais próximos entre si do que com o próprio participante protagonista.

Não há grandes momentos de dramaticidade no programa, nem no sentido romântico nem no barraqueiro. O maior drama do segundo episódio, por exemplo, é quando uma pretendente insinua que a outra fica vesga após beber alguns drinques.

Sobra constrangimento

Para que os pretendentes conheçam a pessoa que querem conquistar, há alguns momentos em que podem ficar a sós, e o que se percebe é um grande constrangimento de ambas as partes. Logo no início, eles passam por dates de 10 minutos, com conversas rasas e muita timidez.

Primeiros encontros são caracterizados pela sensação de desconforto, por duas pessoas não saberem bem como agir uma com a outra, e no caso do programa isso é ampliado pelo fato de acontecer em frente a câmeras, por haver poucos minutos de interação e pelos pretendentes quererem agradar demais. O constrangimento é transmitido intensamente ao público.

Engessado

Além de tudo, no pouco tempo que têm para se expressarem, os participantes parecem engessados em seus depoimentos (os trechos em que falam diretamente para a câmera, contando suas versões dos acontecimentos).

Em muitos momentos, é como se estivessem lendo um roteiro. Isso compromete a veracidade das situações e o engajamento com o público, que não se identifica nem se inflama tanto quanto poderia, caso tudo parecesse mais natural.

Game dos Clones irá ao ar na Record às sextas-feiras, às 23h15. No Prime Video, novos episódios também estreiam às sextas --nesta, o terceiro já entra no catálogo. Confira o trailer do programa:


Leia também

Web Stories

+
Fim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileirosLonge dos holofotes: Veja por onde andam cinco atores de Hilda FuracãoAtaque de fã-clube e troca de professor: Cinco tretas marcantes na Dança dos Famosos

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual reality show você vai acompanhar após o fim do No Limite e Power Couple?