AUTOMOBILISMO NA TV

Mais vista em oito anos, temporada da F1 na Globo alcança 98 milhões de pessoas

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Galvão Bueno durante transmissão da Fórmula 1 na Globo

Galvão Bueno em transmissão da Fórmula 1 na Globo; temporada 2019 foi a mais vista em oito anos

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 03/12/2019, às 13h54

Após 18 corridas ao vivo em 2019, a Globo alcançou 98,3 milhões de pessoas no Brasil com as transmissões de Fórmula 1. Foram 9 pontos de média no PNT (Painel Nacional de Televisão), que mede o ibope das 15 principais regiões metropolitanas do país. É o melhor índice da emissora em oito anos e um crescimento de 13% em relação a 2018.

A prova que registrou o melhor índice nacionalmente foi o GP Brasil, no dia 17 de novembro, com 12 pontos de média --no PNT, cada ponto equivale a 254.892 domicílios. Na Grande São Paulo, principal mercado do país, a prova em Interlagos marcou 13,0 pontos (cada ponto equivale a 73.015 domicílios).

A temporada 2019, que chegou ao fim no último domingo (1º), com o GP de Abu Dhabi, marcou o sexto título mundial do inglês Lewis Hamilton, da Mercedes.

Esse foi o segundo ano consecutivo que a Fórmula 1 não teve piloto brasileiro. Felipe Massa se aposentou em 2017, mas desde 2011 as provas não conseguiam um resultado tão bom quanto neste ano. Na ocasião, além de Massa, Rubens Barrichello e Bruno Senna estavam entre os competidores.

Aposta em Leclerc

Apesar da ausência de brasileiros, a Globo tem tentado colocar os holofotes em novas estrelas do automobilismo, como a sensação Charles Leclerc, da Ferrari.

Em vídeo vazado no Globoplay em abril, Galvão Bueno revelava por que a emissora está torcendo para o piloto: isso vai dar mais audiência para as transmissões de F1. No áudio vazado indevidamente, Galvão reclamava do ibope obtido com o GP do Bahrein, disputado em março.

No vídeo, com 1 hora e 47 minutos de duração, Galvão chamava os comerciais após a definição do resultado da prova. Mas, por uma falha na edição do conteúdo, o que o narrador falou durante o intervalo continuava sendo ouvido por quem assistia no streaming. Na tela, apareciam imagens em looping da corrida, quando o repórter Guilherme Pereira, que estava no Bahrein, fez um comentário.

"Que baita corrida hein, gente", disse ele. Galvão rebateu: "É, mas [estava] todo mundo torcendo pro [Charles] LeClerc. A audiência tava subindo, o menino parou e a audiência diminuiu. Nossa aposta é em cima desse moleque", confessou o narrador.

O GP do Bahrein foi exibido em 31 de março, entre 11h53 e 14h03, na Globo. A prova ao vivo entrou no lugar da semifinal do The Voice Kids na ocasião. Durante a exibição, a Globo marcou 10,0 pontos de média no Ibope da Grande São Paulo e ficou em primeiro lugar no horário. No entanto, a emissora perdeu a liderança durante 17 minutos não consecutivos para o SBT, que exibia o Domingo Legal.

O intervalo comercial teve duração de aproximadamente três minutos. O Notícias da TV editou o áudio com a sequência de falas do narrador no intervalo. As imagens foram eliminadas por questões de diretos autorais. Confira abaixo:

Tudo sobre

Audiências Globo

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook