Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO DISNEY+

Lightyear: Marcos Mion ajuda a abrir baú da Pixar sobre astronauta de Toy Story

REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY E YOUTUBE

Montagem com imagens de Marcos Mion e do personagem Buzz Lightyear

Marcos Mion e Buzz Lightyear no filme Lightyear; apresentador dubla especial sobre longa

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 26/6/2022 - 6h25

Além de dublar o patrulheiro espacial Buzz Lightyear no filme Lightyear, Marcos Mion ajuda o Disney+ a abrir o baú da Pixar sobre a história do personagem no documentário Ao Infinito e Além: Buzz e sua Jornada para ser Lightyear, produção original da plataforma de streaming.

No especial, Mion dubla Chris Evans, ator que empresta sua voz para o astronauta na versão original da animação. A participação do apresentador do Caldeirão, da Globo, dura menos de um minuto e é registrada nos créditos do documentário.

Lançado nos cinemas em 16 de junho, Lightyear é apresentado como o filme que despertou a paixão do garoto Andy pelo boneco Buzz Lightyear, do longa Toy Story (1995). Segundo um levantamento divulgado pela Ingresso.com, a animação da Disney e da Pixar ficou em segundo lugar no ranking dos ingressos mais vendidos da plataforma, atrás apenas de Top Gun: Maverick nos cinemas brasileiros.

E, no Disney+, os fãs do patrulheiro espacial voltam aos anos 1990 e descobrem a origem do personagem. "Qual brinquedo todo mundo queria na infância? Eram os bonecos de ação, aqueles com golpe de karatê, maletas explosivas, um monte de partes articuladas", recorda Pete Docter, diretor criativo da Pixar.

"A princípio, o Buzz parecia um herói da era de ouro dos anos 1930. Desenhava coisinhas que pareciam aquecedores de água com barbatanas, alguns baseados nos elmos dos legionários romanos, coisas bem clássicas", reforça Jeff Pidgeons, integrante do time de Roteiro, Arte e Animação de Toy Story.

O colaborador da Pixar também admite que, inicialmente, o nome de Buzz era Lunar Larry. "Alguns trajes tinham até LL escrito", detalha Pidgeons, que também conta outro nome testado para o astronauta: Tempus de Morph.

REPRODUÇÃO/DISNEY+

Versões iniciais do Buzz Lightyear

Desenhos iniciais do personagem

O longa cinematográfico é dirigido por Angus Maclane, que foi um dos animadores de Buzz em Toy Story 2 (1999): "Quando comecei a trabalhar na Pixar, era fissurado pelo personagem do Buzz Lightyear. Sempre achei aquela personalidade quadradona hilária".

Segundo Docter, Maclane virou o melhor animador de Buzz na equipe. E, em Lightyear, o agora diretor leva esta experiência até os mínimos detalhes, como com estudos sobre a forma como o aventureiro espacial faria um aperto de mão.

Lightyear está em cartaz nos cinemas, e o documentário Ao Infinito e Além: Buzz e sua Jornada para ser Lightyear está disponível no catálogo do Disney+. Confira os trailers das produções:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.