Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TRETA NO FOFOCALIZANDO

Jornal Nacional exibe fake news que motivou campanha contra Mara Maravilha no SBT

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO E REPRODUÇÃO/SBT

Montagem com imagens de Renata Vasconcellos e Mara Maravilha

Renata Vasconcellos expôs fake news que Mara Maravilha compartilhou no SBT por achar que era verdade

REDAÇÃO

Publicado em 1/5/2020 - 21h43

O Jornal Nacional exibiu na edição desta sexta-feira (1º) a fake news que Mara Maravilha tratou como verdadeira dois dias antes no Fofocalizando, e que motivou uma campanha contra a apresentadora no SBT. Seus desafetos se movimentaram nos bastidores para que ela fosse suspensa por noticiar uma informação falsa ao vivo.

A notícia dita por Mara era a respeito de um carregamento de máscaras que o Governo do Brasil teria importado da China, mas todos os itens estariam contaminados pelo novo coronavírus. A apresentadora colocou o assunto em debate no programa de fofocas e foi repreendida na hora por seu colega Gabriel Cartolano. Mesmo assim, ela demonstrou ter acreditado.

E o telejornal comandado por Renata Vasconcellos e William Bonner exibiu hoje essa notícia, esclarecendo que se tratava de fake news.

Jornal Nacional desmentiu fake news ao vivo

A reportagem mostrava os esforços das autoridades da saúde do Ceará em conter a pandemia e apontou a proliferação das informações falsas por redes sociais como principal dificuldades para contar com a ajuda da população. Exibiu também um grupo de profissionais distribuindo máscaras de tecido em um terminal de ônibus, mas houve quem recusasse.

"O pessoal tá receoso. Disse que vinha uma máscara da China que poderia ter contaminação das máscaras", disse o vigilante Cleuton Frota à reportagem. Na sequência, foi exibido o áudio citado pelo entrevistado, o mesmo que fez Mara Maravilha acreditar que se tratava de uma verdade.

"As máscaras que vêm da China, todas contaminadas, são os mesmos lotes que foram para os Estados Unidos. Lá, quando colocou no pessoal, matou um bocado de gente", diz uma voz na mensagem que se espalhou pelo WhatsApp. 

Na quarta-feira (29), quando Mara Maravilha disse ter recebido esse áudio, o SBT optou por não suspendê-la por entender que ela não tratou a informação como verdadeira. Na visão da direção, ela apenas citou algo que recebeu pelas redes sociais. Mesmo assim, os desafetos da apresentadora torceram por sua saída do programa, assim como ocorreu recentemente como Lívia Andrade.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do início do BBB21?