JOGO SEM TV

Globo ignora 'lei' de Bolsonaro e irrita torcida do Flamengo no retorno do Carioca

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

O comentarista Alexandre Tavares e o narrador Emerson Santos durante pré-jogo do Flamengo pela Fla TV

Alexandre Tavares e Emerson Santos em transmissão de Flamengo x Bangu na Fla TV: jogo só em áudio

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 18/06/2020, às 20h52

A decisão da Globo de não transmitir o jogo entre Bangu x Flamengo, nesta quinta-feira (18), irritou os torcedores do Rubro-Negro. A partida, que marca o retorno do Campeonato Carioca após a paralisação de 94 dias por conta da pandemia do novo coronavírus, ganhou um fato novo no início da tarde, quando uma medida provisória assinada por Jair Bolsonaro mexeu nas regras de direitos de transmissão do futebol.

O presidente da República fez uma mudança no artigo 42 da chamada Lei Pelé (lei 9.615/1998), dando ao clube mandante, aquele que joga em casa, o poder de transmissão da partida. Pelo código anterior, os dois times precisavam ter um acordo com uma mesma rede de televisão para que o jogo fosse transmitido.

A nova regra passou a valer no momento em que a edição extra do Diário Oficial da União foi publicada. No entanto, para virar lei, terá que ser aprovada em até 120 dias pelo Congresso Nacional.

Em nota divulgada no final da tarde, a Globo afirma que a MP, mesmo que seja aprovada pelo Legislativo, não altera os contratos que já foram assinados até o momento e que irá à Justiça "contra qualquer tentativa de violação de seus direitos adquiridos".

Com essa insegurança jurídica, a emissora entendeu que não deveria mostrar a partida, considerando que o acordo que está vigente foi assinado antes da medida provisória. Essa decisão ainda sinaliza que o Grupo Globo poderá acionar a Justiça caso clubes, como o próprio Flamengo, ou empresas concorrentes queiram usufruir da nova regra imediatamente.

O Bangu, rival do Rubro-Negro no jogo de retorno do Carioca, tem um contrato com a emissora e autorizou que a partida fosse exibida pelas plataformas da empresa.

"O Bangu Atlético não se opõe e autoriza, por parte da detentora dos direitos, a transmissão do jogo Bangu x Flamengo, no Maracanã, nesta quinta-feira, 18 de junho, conforme medida provisória 984/2020 editada pelo presidente da República Jair Bolsonaro. Acreditamos que a transmissão contempla os anseios dos torcedores dos dois clubes", publicou o clube, em nota, no Twitter. Veja:

A "autorização" não foi suficiente para convencer a Globo. Com isso, Bangu x Flamengo ficou disponível para ser acompanhado apenas no tempo real de sites esportivos, como o UOL Esporte, rádios e pela Fla TV, que armou um esquema para transmitir o jogo apenas em áudio, sem imagem do campo, diretamente do Maracanã. Assista abaixo:

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, falou em entrevista ao programa Os Donos da Bola, da Band Rio de Janeiro nesta quinta (17), que tem uma interpretação diferente da que foi divulgada pela Globo horas depois. Para ele, a regra vale desde já, independemente de contratos previamente assinados, conforme posicionamento publicado no site oficial do clube.

"O mandante é o Bangu. Se ele vendeu o direito, esse alguém [Globo] tem o direito de transmitir. Quando o Flamengo for mandante, ele pode vender para qualquer um, se fizer a modificação, e não só para aquele. A televisão está livre para passar Bangu x Flamengo, só não vai passar se não quiser", falou o dirigente. Ele revelou na sequência as suas intenções para quando o Flamengo for o mandante.

"O Flamengo terá o direito de passar o jogo contra o Boavista [agendado para a próxima quarta-feira, 24]. O Flamengo vai passar na Fla TV e pode negociar com qualquer empresa, inclusive a empresa [Globo] que negociou com todas as outras", defendeu Landim, que esteve com Bolsonaro na quarta (17), um dia antes da publicação da MP.

A decisão da Globo de não mostrar Bangu x Flamengo irritou torcedores, que fizeram uma campanha para deixar de assinar serviços pagos da empresa, como o Globoplay. 

"Alô, Globo, se vocês não transmitirem o jogo hoje, eu vou cancelar meu Globoplay e Premiere. Eu não dou mais nem um centavo! Confirma logo essa bagaça ou eu cancelo, imagino que muita gente vai fazer igual. Vai passar novela repetida nos quintos dos infernos", esbravejou o perfil Paparazzo Rubro-Negro, em post com mais de 7,5 mil curtidas e 1,6 mil compartilhamentos.

"Acho importante todo flamenguista agora comprar essa briga [contra a Globo] fazendo a sua parte! A partir de hoje, não dar audiência para nenhum canal da Globo!", sugeriu um usuário identificado como Arlei. "A Globo está querendo forçar o Flamengo a assinar o acordo. Vamos ver como o Flamengo vai agir. Segue a novela", observou Oliver Fernandes.

Confira abaixo essas e outras reações de flamenguistas:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook