Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA JUDICIAL

Globo é condenada por humilhar casal em jantar romântico no Mais Você

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Nicole França, à esquerda, e Pedro, seu namorado, em um jantar no Mais Você exibido em 12 de junho de 2019. O jantar teve grande repercussão na web por não ter dado certo.

Nicole França e seu namorado, Pedro: jantar ridicularizado pelo Mais Você fez Globo perder processo

GABRIEL VAQUER e LI LACERDA

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 4/9/2021 - 7h00

A Globo terá de pagar uma indenização de R$ 10 mil para Nicole Cristine Leal de França, centro de uma reportagem exibida pelo Mais Você de 12 de junho de 2019. Naquele dia, ela e seu namorado foram ridicularizados no matinal de Ana Maria Braga por Nicole não ter reagido bem a um jantar surpresa feito por ele, em conluio com a produção do programa. O vídeo repercutiu bastante nas redes sociais, onde ela se tornou alvo de críticas pesadas.

O caso foi julgado pela 5ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, e o Notícias da TV teve acesso aos autos do processo. Nicole Cristina afirmou que teve danos pessoais e psicológicos após o quadro ir ao ar. Na petição inicial, ela pedia R$ 50 mil. Mas a juíza Monica de Freitas Lima decidiu por um valor menor.

Nicole relatou que tinha sido abordada pela produção do Mais Você em 31 de maio de 2019 para uma reportagem sobre o Dia dos Namorados. A equipe de Ana Maria Braga contou que seu namorado, Pedro, queria surpreendê-la com um jantar romântico.

Nicole aceitou e gravou a reportagem naquele dia, mas relatou que não gostou da edição do quadro. Seus comentários foram somados a inserções da apresentadora a respeito de seu mau humor, além de emojis de raiva. Sua defesa disse que a opção por essa edição foi feita para que o quadro tivesse a maior repercussão possível com o público.

De fato, a reportagem teve. Naquele dia, o "jantar que não deu certo" foi o assunto mais comentado da web por causa das reações consideradas constrangedoras de Nicole. Enquanto Pedro tentava mostrar seu amor, ela respondia com ironia e rispidez. Em seu Facebook, após o caso gerar burburinho, ela argumentou que estava cansada e reconheceu que tinha exagerado com o seu companheiro.

Mesmo assim, Nicole foi muito xingada por pessoas que não aceitaram a sua reação. Ela apagou suas redes sociais e decidiu pedir que a Globo pagasse um valor por danos. Também solicitou que a gravação do encontro fosse retirado das plataformas digitais do Grupo Globo, como o Globoplay.

Juíza condenou Globo

A juíza Monica de Freitas Lima concordou com o argumento de Nicole. Para a magistrada, houve exagero na exposição, por parte da Globo, de uma pessoa que não é pública, o que configura um limite ultrapassado na liberdade de expressão.

"É evidente o direito da autora de ter a reportagem retirada do ar, eis que a forma como a sua imagem foi editada e retratada, inclusive através de efeitos sonoros e visuais, assim como a narrativa empregada revelam distorção entre aquilo que justificou a captação e aquilo que foi veiculado no programa de entretenimento", disse a juíza em trecho da decisão.

Monica determinou o pagamento de indenização de R$ 10 mil, além da retirada imediata da matéria dos servidores da Globo. A emissora também está proibida de reprisar o jantar ou mostrar novamente a imagem de Nicole França em seus programas. O caso ainda cabe recurso em esferas maiores da Justiça brasileira. 

Procurada pela reportagem, a Globo não se pronunciou sobre o processo até a conclusão deste texto. Tradicionalmente, a emissora não comenta casos sub judice.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas