Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EMOCIONADO

Galvão Bueno vai sair da Globo? Narrador começa adeus com declaração de amor

REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY

Imagem de Galvão Bueno durante partida entre Brasil e Chile no Maracanã

Galvão Bueno durante partida entre Brasil X Chile; narrador começou despedida da Globo

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 24/3/2022 - 23h15
Atualizado em 24/3/2022 - 23h18

Galvão Bueno deu início a sua despedida da Globo com uma declaração de amor à Seleção Brasileira. Nesta quinta-feira (24), após confirmar que o seu contrato com a emissora como narrador não será renovado em dezembro, o locutor aproveitou a vitória do time de Neymar Jr. contra o Chile para agradecer ao público e ao futebol brasileiro.

"É um grande momento e vou dizer uma coisa: Seleção Brasileira, amo você! É bom se despedir com uma grande vitória para todo mundo! É bom para todo mundo. Obrigado a todos pelo carinho, audiência. Estou vivendo um momento muito especial hoje, realmente muito especial, como o Tite, os jogadores e a Seleção Brasileira devem estar vivendo", afirmou Galvão final da partida.

Enquanto eram exibidas cenas da comemoração dos jogadores, o narrador prosseguiu com o comentário em tom de despedida. O discurso aconteceu porque esse foi o último jogo da equipe de Tite no Brasil antes da Copa do Mundo, que acontece entre novembro e dezembro. Consequentemente, o confronto também foi a despedida de Galvão narrando a seleção no Maracanã.

"É bom demais, bom demais! Valeu Neymar, valeu todo mundo, é muito bacana. Que a Copa que começa em 21 de novembro possa trazer a esperança e a expectativa do hexacampeonato! Pode sim, por que que não pode? Pode sim acontecer!".

"A torcida está feliz, os jogadores estão felizes. Tá tudo bonito, tudo legal, tudo bacana. Só posso agradecer a Deus, a Globo, a Seleção Brasileira, ao futebol brasileiro por todos esses anos. Um jogo da Seleção no Maracanã assim? Bom demais, mas tem muita coisa pela frente, muita coisa até a Copa do Mundo. Valeu Brasil!", complementou, após a goleada do Brasil contra o Chile, por 4 X 0.

Galvão Bueno vai se aposentar?

Após 41 anos de Globo, o contrato de Galvão Bueno com a emissora terminará em 31 de dezembro e não será renovado. A informação foi confirmada ao Notícias da TV pela Globo e pela equipe do narrador. Galvão se comprometeu a não ir para outro canal.

"O vínculo fixo de Galvão com a Globo se encerra no fim do ano, após a transmissão da Copa do Mundo do Catar. Será um ano intenso, de muitos desafios, realizações e, certamente, de muita emoção", disse Renato Ribeiro, diretor de esportes da Globo, em nota.  

"Galvão é um gênio da comunicação, que reinventou a função de um narrador nas transmissões esportivas. Haverá para sempre na história da TV brasileira o antes e o depois de Galvão. Juntos, estamos preparando uma despedida à altura da história dele na Copa do Catar. Será inesquecível para Galvão e para o público", complementou.

No mesmo comunicado, Galvão Bueno afirmou que vai se aventurar em outras plataformas. "Eu me realizei como profissional nesses 41 anos na Globo. Foram emoções fortíssimas. Estarei com a seleção brasileira e com o futebol até o dia 18 de dezembro. Depois, vira-se uma página e o livro continua. Pretendo mergulhar de cabeça no mundo digital, estamos falando sobre possibilidades em outras plataformas. A Globo é minha casa".

Carreira

Galvão Bueno começou a carreira na Globo em 1981, depois de fazer sucesso como a voz da Fórmula 1 na Band em 1980. Seu primeiro trabalho na emissora foi a narração do jogo entre Jorge Wiltersmann (BOL) e Flamengo pela Libertadores daquele ano. Narrou as Copas do Mundo de 1982 e 1986 como segundo narrador. Também fez os Jogos Olímpicos de 1984.

Assumiu a titularidade da emissora de vez em 1987, e comandou a equipe na Copa de 1990. Em 1992, uma saída de dez meses para a extinta Rede OM (atual CNT), após ser convidado para ser diretor de esportes da emissora. Naquele ano, foi o responsável por mudar a Libertadores de patamar na TV brasileira com a exibição do primeiro título continental do São Paulo. 

Após divergências com a Rede OM, retornou à Globo no início de 1993. Nesta sequência, fez as Copas de 1994, 1998, 2002, 2006, 2010, 2014 e 2018. Foi a voz do tetra e do pentacampeonato mundial da Seleção Brasileira. Esteve também nas Olimpíadas de 1996, 2000, 2004, 2008, 2016 e 2021. 

Desde 2003, comanda o programa Bem, Amigos!, nas noites de segunda-feira do SporTV. O futuro do programa será rediscutido posteriormente. 



Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.