Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TIAGO AMÉRICO

Ex-Record vive sonho americano como apresentador 'faz tudo' nos EUA

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Tiago Américo sorridente em ensaio fotográfico

Tiago Américo em ensaio fotográfico; ex-apresentador da Record vive nova fase nos Estados Unidos

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 29/5/2022 - 6h20

Ex-apresentador da Record no Rio de Janeiro, Tiago Américo passou a viver o sonho americano após se mudar para os Estados Unidos. No exterior, ele trocou a seriedade do jornalismo hard news pela leveza do entretenimento. Contudo, essa migração veio acompanhada de um desafio: ser um "faz tudo" dentro do seu novo emprego.

"Aqui nos Estados Unidos fiz uma mudança de carreira, mudei completamente o estilo [de trabalho] e estou gostando. Sou aquilo que você vê no programa. É um universo que estou chegando agora e estou adorando, é uma delícia. Sempre quis ir para o entretenimento. Sou um pouco versátil, então gosto de desafios", explica Américo em entrevista ao Notícias da TV.

Com passagens por Globo, Band, Record e CNN Brasil, o capixaba trocou o trabalho como repórter do CNN Prime Time com Márcio Gomes pela experiência de morar no exterior: "Amo viajar e falei: 'Que tal morar lá fora?'. Fui preparando meu plano b, tirei a minha cidadania portuguesa, pois meu bisavô é de Portugal".

Em seguida, ele começou a trabalhar na Web Rádio Insuperável, uma rádio digital de Boston voltada para a comunidade brasileira nos Estados Unidos. "Fui convidado pelo Leandro Alves, dono da rádio, e sugeri que trouxéssemos entrevistados para os programas. Ele: 'Ah, não sei. Que tal fazermos alguns quadros para a comunidade?'. [Respondi:] 'Leandrinho, isso já tem aqui. Acho que a sua rádio precisa ter ressonância no Brasil'", prossegue.

"Em três meses, dobramos a audiência por conta das entrevistas, que trazem credibilidade tanto para o mercado daqui como para o brasileiro. Quero que esse movimento traga anunciantes porque a comunidade brasileira tem poder de compra, e os brasileiros aqui consomem produtos brasileiros, coisas do dia a dia até perfumes. A ideia é fazer com que o mercado brasileiro também olhe para cá, porque enxerguei aqui uma oportunidade de fazer negócios", comenta.

Assim, Américo assumiu a bancada do programa Os Insuportáveis junto com Alves e Thalita Zampirolli. E, por trás das câmeras, o jornalista atua na produção da atração e como gerente de conteúdo da rádio.

Com esse novo olhar, além do aumento da audiência, a empresa conseguiu destaque na imprensa brasileira graças a revelações em primeira mão dos entrevistados, como o plano de Sergio Moro (União Brasil) de concorrer ao Senado por São Paulo e a doença misteriosa enfrentada por Claudete Troiano devido a um trabalho religioso.

Nova fase

Após 18 anos no jornalismo, Américo enxerga esta migração para o entretenimento como uma oportunidade de vivenciar novos ares: "O trabalho do jornalista é cansativo, estressante demais. Nesses anos todos, quis sair um pouco, respirar novos ares, relaxar. A tensão no entretenimento é menor, é uma vibe diferente, mais para cima. Isso não significa que não volte para o jornalismo".

Como é bom trabalhar nos Estados Unidos com o que você sabe fazer. A gente sabe que trabalhar com outras coisas aqui dá muito mais dinheiro. Um pedreiro aqui ganha muita grana, os construtores são ricos. Aqui tudo é valorizado.

"Brinco que o nosso programa é anárquico. As pessoas ficam tão à vontade que falam mesmo, é diferente do que tem no Brasil. Se voltasse para o Brasil, descobri um filão que já tem nos podcasts aí, mas é um modelo de entrevista diferenciado. A gente tenta tirar do entrevistado uma manchete, uma informação que ninguém sabe", pondera Américo.

Confira algumas edições do Os Insuportáveis, atração comandada por Tiago Américo nos Estados Unidos:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.