MEMÓRIA DA TV

Em 1966, Globo saiu do último lugar no Ibope ao cobrir tragédia que devastou o Rio

Divulgação/EBC

Pessoas resgatadas durante enchente no Rio de Janeiro em 1966 são transportadas em barcos - Divulgação/EBC

Pessoas resgatadas durante enchente no Rio de Janeiro em 1966 são transportadas em barcos

THELL DE CASTRO - Publicado em 27/01/2019, às 07h28

Atualmente, tragédias como o rompimento da barragem em Brumadinho (MG) são cobertas em tempo real pela televisão, de forma praticamente ininterrupta. Mas não era assim nos primeiros anos da televisão brasileira. Em 1966, a recém-lançada Globo fez uma cobertura histórica de uma enchente que assolou o Rio de Janeiro e ganhou a simpatia da população, abrindo caminho para chegar à liderança.

Inaugurada em 26 de abril de 1965, a Globo, funcionando somente na capital fluminense, até então ocupava o último lugar entre as emissoras da cidade, com baixa audiência e pouca repercussão de seus programas; juntamente com isso, vieram inúmeros prejuízos financeiros que quase a arruinaram.

Em janeiro de 1966, o Rio de Janeiro sofreu uma das piores enchentes de sua história. Rios transbordaram, boa parte da cidade ficou alagada, 200 pessoas morreram e 50 mil ficaram desabrigadas.

A Globo se destacou porque fez uma cobertura muito além do que a televisão da época estava acostumada. Apesar das dificuldades técnicas, o canal interrompeu sua programação, posicionou duas câmeras em seu terraço, no Jardim Botânico, e passou a exibir os fatos ao vivo, com narração de Hilton Gomes (1924-1999).

Além disso, as equipes foram para as ruas carregando câmeras Auricon e captando as imagens da tragédia. Motoqueiros levavam os filmes para a emissora, que eram imediatamente revelados e exibidos.

Imagem da Globo mostra veículo na enchente 

Para completar, foi promovida uma grande campanha comunitária nos estúdios da Globo. Já no primeiro dia, o local ficou tomado por toneladas de remédios, mantimentos e cobertores, que foram doados para os desabrigados.

A própria emissora teve prejuízos materiais por causa da enchente. "A TV Globo tinha sido toda inundada. Os estúdios, embaixo, estavam imprestáveis. Tiveram que ser todos refeitos", contou a atriz Norma Blum ao projeto Memória Globo.

Ela foi para o canal apresentar o programa Romance da Tarde, que não foi ao ar devido aos acontecimentos.

"O Hilton Gomes me falou: 'Está tudo fora do ar. A gente só está fazendo a cobertura do desastre. Você não devia ter vindo'. Mas aí também eu já não tinha mais como voltar. A água cercando tudo. Então me engajei como repórter nessa batalha para conseguir doações", completou.

Armando Nogueira (1927-2010), que dirigiu o jornalismo global por muitos anos e na época ainda estava na TV Rio, contou que a cobertura da emissora virou referência.

"No Jardim Botânico, tinha uma queda d’água que passou a ser a imagem-símbolo da enchente. A câmera que Walter Clark (1936-1997) mandou instalar na Rua Von Martius, apontando para a queda, ficava ligada dia e noite. Era como a imagem-padrão da Globo. Eu trabalhava para a TV Rio. Mas a nossa referência se ia continuar chovendo era a cachoeira da Globo", disse ele ao Memória Globo.

Com a cobertura da enchente, a Globo viu seus índices de audiência crescerem mesmo após o ocorrido, começando, assim a desbancar suas concorrentes, como Tupi, Excelsior e a própria TV Rio.


THELL DE CASTRO é jornalista, editor do site TV História e autor do livro Dicionário da Televisão Brasileira. Siga no Twitter: @thelldecastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou da escolha de Maju Coutinho para o Jornal Hoje?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook