Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

GUERRA NO FUTEBOL

Dona da MTV se joga no esporte e entra em briga de gigantes pela Libertadores

DIVULGAÇÃO/CONMEBOL

Raphael Veiga comemora gol na final da Libertadores contra o Flamengo com a camisa verde do Palmeiras

Raphael Veiga, do Palmeiras: Viacom faz proposta pela Libertadores e entra na briga por futebol

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 22/4/2022 - 17h05

A Paramount Global (antiga Viacom), dona das marcas MTV, Nickelodeon, Comedy Central e do grupo de humor Porta dos Fundos, decidiu entrar de cabeça no esporte já com uma briga de gigantes, pelos direitos da Libertadores da América e da Copa Sul-Americana entre 2023 e 2026. A empresa projeta ter as partidas para o seu streaming, o Paramount+, que já exibe futebol em outros países. Ao todo, dez grupos de mídia enviaram propostas para a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol). 

O Notícias da TV conseguiu confirmar com fontes seis grupos no páreo pelas duas competições continentais. Para TV aberta, Globo e SBT estão na disputa, como já era esperado. Mas a briga pega fogo de verdade pelos dois pacotes de plataformas por assinatura (TV paga e streaming). A coluna descobriu quatro: Disney, WarnerMedia, as operadoras Claro/Sky, além da Paramount. 

Record, Amazon e Facebook também se mostraram interessadas no evento durante o processo, mas a coluna não conseguiu confirmar se as empresas fizeram propostas pelos direitos de fato. 

É a primeira tentativa de investimento da Paramount Global em esportes na região. O plano é mostrar as partidas no Paramount+ para toda a América do Sul.

Em outros mercados, o conglomerado de mídia tem pagado caro por direitos para exibir futebol ao vivo. Na América Central, são mostradas partidas da Premier League, a mais importante do mundo. Nos Estados Unidos, o Brasileirão faz parte do portfólio da empresa. 

A coluna apurou que o resultado das negociações sai até 6 de maio. Essa é a data limite prometida pela federação e pela FC Diez Media, agência que negocia o evento para a entidade. O resultado ainda irá demorar alguns dias por conta de análises dos detalhamentos das propostas que foram feitas até a última quarta (20). 

Globo e SBT brigam por 23 jogos por ano da Libertadores na TV aberta e outros 13 da Sul-Americana. Ambas colocaram o torneio como sua prioridade no ano por conta da audiência que podem alcançar.

A TV de Silvio Santos tem seus melhores resultados com as partidas nas noites de terça. Já a Globo deseja recuperar a Libertadores para alcançar índices que não consegue com outras competições. Quem ganhar leva a Recopa Sul-Americana como "brinde". 

Gigantes brigam por mais de 100 jogos

A briga maior é pelo pacote pago. O principal da Libertadores dá direito à escolha prioritária de partidas, à exibição exclusiva da final em TV fechada e também a Recopa. Já quem vencer a Sul-Americana leva todo o cardápio de partidas sozinho. A Disney é dona do pacote 1 da Libertadores atualmente, e conseguiu em 2021 os maiores números da TV paga com a competição.

Já a WarnerMedia deseja ampliar a quantidade de futebol de seu streaming, a HBO Max, que já conta com Paulistão e a Champions League. A Globo também fez proposta pelos torneios para exibição no SporTV. 

No caso de Claro e Sky, o objetivo é pela manutenção da Conmebol TV, pay-per-view criado em 2020 e que deu certo na visão de todos os envolvidos, embora parte do público critique a produção e os valores do canal.

As operadoras estão satisfeitas com o retorno financeiro com as assinaturas de pelejas exclusivas da Libertadores/Copa Sul-Americana e desejam ampliar o que tem em mãos. 


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.