Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ENTROU COM RECURSO

Desafeto de Casagrande, Ana Paula contesta derrota contra a Globo na Justiça

DIVULGAÇÃO/JOVEM PAN

Ana Paula Henkel durante participação no programa Pânico, da rádio Jovem Pan

Comentarista da Jovem Pan, Ana Paula Henkel entrou com pedido de recurso em ação contra a Globo

LI LACERDA e VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 20/5/2021 - 17h31

Quatro dias após a Justiça de São Paulo rejeitar um pedido de direito de resposta feito por Ana Paula Henkel contra a Globo, os advogados da ex-jogadora de vôlei protocolaram um recurso para tentar reverter a decisão. A empresária e comentarista da rádio Jovem Pan entrou com um processo depois de ter sido criticada no blog De Peito Aberto, assinado pelo comentarista Walter Casagrande Jr., no site GE.

Nesta quinta-feira (20), a defesa de Ana Paula fez um pedido de "embargos de declaração" contra a decisão do último dia 16. Esse é um recurso usado na tentativa de esclarecer uma possível contradição ou omissão na sentença. Após o protocolo, os advogados vão aguardar as explicações da Justiça.

Em decisão assinada no último domingo (16), o juiz Christopher Alexander Roisin, da 14ª Vara Cível de São Paulo, entendeu que a Globo já havia dado espaço para a ex-jogadora de vôlei se defender das críticas feitas por Casagrande. Leia abaixo um trecho da sentença:

Considerando que houve a publicação aparentemente em local do sítio eletrônico de maior visibilidade (notícias e não blogs), é caso de indeferir-se o pedido de urgência, relegando o tema para o sentenciamento do processo, na medida da necessidade de contraditório sobre a efetiva publicação da resposta e sua suficiência.

No artigo "Do Esporte para esportistas", publicado em 21 de fevereiro no site GE, Casagrande escreveu que Ana Paula era a "defensora dos violentos, dos antidemocráticos, das armas e de tudo que é ruim em nossa sociedade".

O comentarista da Globo não concordou com uma opinião da ex-jogadora, que atua como colunista no programa Pingos nos Is, da Jovem Pan, sobre a detenção do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). Ela apontou o "absurdo de uma prisão que atropelou a imunidade parlamentar".

Disputa por direito de resposta

Após ser criticada por Casagrande, Ana Paula rebateu os comentários no Twitter e acionou os advogados em uma tentativa de conseguir direito de resposta na plataforma do Grupo Globo. Em 13 de março, o GE publicou um texto com o título "Ana Paula escreve carta ao GE para comentar texto de Casagrande" e concedeu espaço para a defesa.

A defesa de Ana Paula, no entanto, queria que a Globo divulgasse nas redes sociais o link para essa carta, aumentando a visibilidade da resposta. Por isso, foram à Justiça com o pedido de liminar. Depois de a emissora apresentar a defesa, a solicitação da ex-jogadora foi negada pela 14ª Vara Cível.

"Em sede de antecipação de tutela [liminar], indefiro o pedido, até o contraditório sobre a contestação apresentada que revela a publicação da resposta, restando como questão processual se o destaque dado a ela foi o mesmo da notícia inicial", determinou o juiz.

A disputa ainda não acabou. Além do embargo contra a liminar de urgência, o caso sobre o direito de resposta será julgado juntamente com o pedido de uma ação de indenização de R$ 10 mil por danos morais, que também foi feito por Ana Paula contra a Globo. Ainda não há uma previsão para quando esse julgamento vai acontecer.


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas