Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NOVO APRESENTADOR

Chute em mala, racismo e paratletismo: A vida de Fernando Fernandes pré-No Limite

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O atleta paralímpico e ex-BBB Fernando Fernandes no quadro Você por Aqui do Fantástico, na Globo

Fernando Fernandes no Fantástico em 2019; ex-BBB é o novo apresentador do No Limite, da Globo

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 8/1/2022 - 6h30

Novo apresentador do No Limite, Fernando Fernandes está ganhando cada vez mais moral na Globo. Participante da segunda edição do Big Brother Brasil, em 2002, o substituto de Andre Marques tem um passado de altos e baixos, com direito a chute em mala no BBB2, uma acusação de racismo e carreira no paratletismo.

O atleta e campeão paralímpico foi anunciado oficialmente na função por Ana Maria Braga durante o Mais Você da última quinta-feira (6). Em um vídeo enviado ao matinal, o bombadão prometeu que o reality será mais competitivo e intenso neste ano. 

A atração irá ao ar após o término do BBB22 e terá dois episódios por semana, às terças e quintas, na sequência da novela das nove. A cada episódio, um participante será eliminado.

Substituto de Marques, que foi muito criticado pela falta de animação ao comandar a temporada mais recente do No Limite, Fernandes já apresentou o programa Além dos Limites, no canal Off, e o quadro Sobre Rodas no Esporte Espetacular. Mas seu passado tem também outras nuances.

Fernando Fernandes no BBB2

Muito antes de ganhar um emprego na Globo, o paulistano integrou o elenco do reality que, na época, só confinava anônimos em uma casa. Sua passagem pelo programa foi marcada por várias brigas, sendo a mais marcante a do então modelo com Vanessa Cristina Soares Dias, conhecida como Tina.

Em um dos barracos, a emparedada daquele dia tinha achado que o grupo de homens da casa, com quem ela não se dava nada bem, teria escondido um boné dela. Revoltada, a futebolista bagunçou as coisas de seus rivais, revirando gavetas e camas feitas. 

Como vingança, o boxeador e seus colegas pegaram as malas da "vilã" (que seria eliminada mais tarde naquele dia) e jogaram na piscina. Tina retirou as mochilas da água, e seu rival tentou chutar uma delas, mas escorregou e caiu no chão, fazendo ela gargalhar e tirar sarro. Fernandes, então, atirou de novo a mala da barraqueira na piscina.

A futura segunda eliminada acharia o boné entre seus pertences mais tarde. O modelo deixou o programa logo em seguida, no terceiro paredão da edição. 

Relembre a briga de Fernando e Tina no BBB2

Acusação de racismo 

Em 2005, Fernando Fernandes de Pádua foi acusado de racismo por um bombeiro após ele se envolver em um acidente de trânsito no Itaim Bibi, bairro de alto padrão de São Paulo. De acordo com reportagens da Folha de S.Paulo e da Tribuna do Paraná da época, o ex-BBB de (então) 24 anos foi preso por injúria racial por ter chamado Nilton Jorge Oliveira Filho de "macaco".

Em 30 de outubro daquele ano, o modelo bateu seu carro em outros dois em um cruzamento da avenida Juscelino Kubitschek, teria tentado ir embora, arrumou briga com os dois motoristas do acidente e então ofendeu os profissionais de resgate.

Transtornado após prestar depoimento, Fernandes foi indiciado por lesão corporal dolosa, desacato à autoridade, resistência à prisão e injúria qualificada por racismo e preso. 

Segundo a polícia, seis testemunhas ouviram Pádua chamar o bombeiro de macaco, mas o advogado do famoso negou as acusações. Após sua prisão, o playboy deixou o Centro de Detenção Provisória de Osasco ao pagar uma fiança de R$ 6 mil, segundo o site O Fuxico. 

Carreira no paratletismo 

Convidado recorrente de vários programas da emissora, como Altas Horas, Encontro com Fátima Bernardes e Fantástico, o paratleta atualmente tem 40 anos. Ele dá entrevistas sobre sua história de superação desde 2009, quando sofreu um acidente automobilístico que o deixou paralisado da cintura para baixo.

Na madrugada de 4 de julho de 2009, o carro que ele dirigia bateu em um poste na esquina da avenida República do Líbano, zona sul da capital paulista. O famoso fez uma cirurgia na coluna, mas quebrou duas vértebras e precisou de mais um procedimento para descompressão de sua medula. 

Após a tragédia, ele começou a treinar canoagem em Brasília (DF), enquanto fazia reabilitação no Hospital Sarah Kubitschek, e engatou uma carreira no paratletismo, conquistando vários títulos notórios na modalidade de paracanoagem. Ele é tetracampeão mundial (2009, 2010, 2011 e 2012). 

Agora, o campeão das Paralimpíadas se prepara para assumir o comando do reality de sobrevivência que já foi apresentado por Zeca Camargo (entre 2000 e 2009) e Andre Marques (2021) na Globo. No ano passado, Fernandes foi contratado como comentarista no SporTV durante os Jogos Paralímpicos de Tóquio em 2021.

"O acidente mudou a minha perspectiva da vida e entendi que o esporte poderia ser um meio para realizar tudo o que quisesse, em todos os aspectos da minha vida", contou Fernando Fernandes em entrevista à revista Quem em junho do ano passado. 

Saiba mais sobre Fernando Fernandes em vídeo:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.