Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

INDICADA AO GLOBO DE OURO

Reservation Dogs: Vale a pena ver série do Star+ feita e estrelada por indígenas?

DIVULGAÇÃO/HULU

D'Pharaoh Woon-A-Tai e Devery Jacobs têm expressões sérias em cena da comédia Reservation Dogs

D'Pharaoh Woon-A-Tai e Devery Jacobs são os protagonistas da comédia Reservation Dogs

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 8/1/2022 - 6h20

Quando o Globo de Ouro anunciou os indicados à edição de 2022 da premiação, a presença de uma série causou surpresa: a pequena Reservation Dogs, produção exibida pelo Hulu nos Estados Unidos e que chegou ao Brasil pelo Star+. A comédia com toques dramáticos se destaca por ser escrita, dirigida e estrelada por indígenas, algo inédito na TV norte-americana.

A história gira em torno de quatro adolescentes na zona rural do Estado de Oklahoma que cometem pequenos crimes na região. A ideia deles é juntar dinheiro suficiente para se mudarem para Los Angeles, onde acreditam que a vida será muito melhor --um sonho americano até mesmo para quem já nasceu por lá, mas não se encaixa na elite branca.

O líder da gangue é Bear (D'Pharaoh Woon-A-Tai), criado apenas pela mãe e que sonha em ter contato com o pai, um rapper fracassado que vive na Califórnia e tem pouco interesse pela família. Seu braço direito é Elora Danan (Devery Jacobs), a mais responsável do grupo, que perdeu a mãe quando ainda era pequena e enfrenta uma relação conturbada com a avó.

Willie Jack (Paulina Alexis) é a jovem desbocada e que parece não dar bola para nada, mas foi profundamente afetada pela morte do primo, Daniel (Dalton Cramer) --ele também fazia parte do grupo, mas tirou a própria vida um ano antes. Por fim, Cheese (Lane Factor) apenas segue o fluxo da vida ao mesmo tempo em que tenta ser politicamente correto --ele se apresenta com os pronomes ele/dele e faz críticas ao patriarcado.

O primeiro contato com a série remete logo à filmografia de Quentin Tarantino, em especial ao seu longa de estreia, Cães de Aluguel (1992) --o próprio nome faz referência ao filme, chamado em inglês de Reservoir Dogs. O quarteto protagonista também aparece usando terno preto e camisa branca, visual característico dos personagens da outra produção.

Ao longo da temporada, Reservation Dogs se mostra um retrato fiel e feroz da adolescência, com conflitos familiares, questionamentos sobre o futuro, dúvidas sobre o amor e tantos outros dilemas típicos da idade. Mas o lado indígena proporciona um viés diferente do usual, com encantamentos e mitos típicos dessa população --Bear tem visões divertidíssimas com um nativo tradicional de filmes de faroeste, o estereótipo que a série evita a todo custo.

Com oito episódios de 30 minutos cada, a primeira temporada de Reservation Dogs está disponível no Star+. A produção foi renovada para um segundo ano, prevista para estrear ainda em 2022. Confira o trailer:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.