Luto

Catia Fonseca se emociona ao falar sobre morte de Boechat: 'Exemplo'

Reprodução/Band

A apresentadora elencou as qualidades de Ricardo Boechat como jornalista e também como pessoa - Reprodução/Band

A apresentadora elencou as qualidades de Ricardo Boechat como jornalista e também como pessoa

REDAÇÃO - Publicado em 11/02/2019, às 16h11

A apresentadora Catia Fonseca se emocionou ao falar sobre a morte de Ricardo Boechat, âncora do Jornal da Band, durante a abertura do programa Melhor da Tarde, na Band. Muito consternada, Catia assumiu a programação da emissora logo após o anúncio da morte do jornalista, em um acidente de helicóptero durante o fim da manhã desta segunda (8), feito por José Luiz Datena.

"Esse é um momento que a gente, como colegas de trabalho, nunca esperava passar", disse a apresentadora, sem conseguir conter as lágrimas. "Mas Datena falou muito bem e acho que expressou tudo o que a gente que trabalha com o Boechat, que sempre vai estar na nossa vida, gostaria de falar", continuou.

Na Band desde março de 2018, Catia homenageou o colega e amigo elencando as qualidades de Boechat como jornalista e como pessoa. "Ele sempre foi um grande jornalista, mas também um grande homem que foi muito transparente em tudo que fez, muito dedicado, como Datena disse muito bem, que sempre tratava a todos com muito carinho, com muito amor."

Leia o depoimento completo de Catia Fonseca.

"Esse é um momento que a gente, como colegas de trabalho, nunca esperava passar. Mas Datena falou muito bem e acho que expressou tudo o que a gente que trabalha com o Boechat, que sempre vai estar na nossa vida, gostaria de falar."

"Primeiro, uma coisa a gente sabe: a gente vem sozinho, vai sozinho e nunca sabemos a hora certa de cada um partir. Mas, o que nessas horas, pelo menos pra mim, dentro do que eu acredito, traz um pouco de esperança é a gente saber que sempre fez o máximo que podia dentro do que queria fazer. O quanto que a gente era transparente para nós mesmos antes de mais nada."

"Boechat sempre foi um homem assim e eu acompanhei ele, assim como todos vocês, não só como colega de trabalho, mas também como fã. E eu via que ele falava aquilo que ele sabia que tinha que dizer, independentemente se isso causaria alguma chateação para alguém ou não. Ele sempre foi um grande jornalista, mas também um grande homem que foi muito transparente em tudo que fez, muito dedicado, como Datena disse muito bem, que sempre tratava a todos com muito carinho, com muito amor."

"Tive a oportunidade de conhecer a esposa dele e via o quanto que ele sempre foi um grande homem, mas mais do que isso: uma pessoa que é um grande exemplo pra muita gente por aí."

Assista ao vídeo:

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem você acha que é o serial killer de O Sétimo Guardião?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook