Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

EMISSORA NEGA

Em delação premiada, doleiro Dario Messer diz que repassava dólares para a Globo

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Imagem de Dario Messer sorridente com uma prateleira de livros ao fundo

Dario Messer em reportagem exibida pelo Hora Um; doleiro citou donos da Globo como seus clientes

REDAÇÃO

Publicado em 14/8/2020 - 21h48

O doleiro Dario Messer afirmou ao Ministério Público Federal do Rio de Janeiro que repassou grandes quantias de dólares à família Marinho no início dos anos 1990. Na delação premiada, homologada na quarta-feira (12), ele afirmou que entregou grandes quantias aos donos da Globo. A emissora, em nota enviada ao Notícias da TV, nega.

No depoimento realizado em 24 de junho, ao qual a revista Veja teve acesso, consta em um dos anexos que Messer entregou pacotes de dinheiro dentro da sede da Rede Globo, no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. As visitas eram frequentes, cerca de três vezes por mês, e as quantias fornecidas aos Marinho variavam entre US$ 50 mil e US$ 300 mil.

O doleiro afirmou em sua delação que se aproximou da família com a ajuda de Celso Barizon, que seria o gerente das contas dos Marinho no banco Safra de Nova York.

Ele explicou que os valores em espécie entregues no Brasil eram compensados nos Estados Unidos pelos donos da Globo, com o auxílio de Barizon. E lá fora, os Marinho depositavam para o doleiro a quantia entregue ao vivo no Rio de Janeiro.

Messer ainda citou um funcionário chamado José Aleixo, a pessoa que ele diz que representava os donos da Globo. Na delação lida em Brasília, não constam provas de que o doleiro tivesse qualquer contato ou relação com os Marinho.

Em nota, a assessoria do Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho desmentiu as declarações feitas na delação premiada: "A respeito de notícias divulgadas sobre a delação de Dario Messer, vimos esclarecer que Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho não têm nem nunca tiveram contas não declaradas às autoridades brasileiras no exterior. Da mesma maneira, nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades."

Explicação no JN

O Jornal Nacional desta sexta-feira (14) usou parte de seu espaço para comentar a publicação da Veja e também para reforçar que as afirmações de Dario Messer em delação premiada são falsas. Veja a nota lida por William Bonner, ao vivo:

"O site da revista Veja publicou hoje uma matéria sobre um depoimento do doleiro Dario Messer sobre sua delação premiada. O doleiro teria alegado que, na década de 1990, entregou na sede da TV Globo, valores entre US$ 50 mil e US$ 300 mil de duas a três vezes por mês, sem dizer em que período.

A revista destaca que o doleiro não apresentou provas do que afirmou e que admitiu nunca ter se encontrado com qualquer integrante da família Marinho. Apesar disso, salienta a revista, Messer teria dito que os valores se destinariam a Roberto Irineu Marinho, presidente do conselho de administração do Grupo Globo, e João Roberto Marinho, vice-presidente.

A revista Veja conclui afirmando que a família Marinho negou as acusações de Dario Messer. A nota da família Marinho diz o seguinte:

'A respeito de notícias divulgadas sobre a delação de Dario Messer, vimos esclarecer que Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho não têm, nem nunca tiveram contas não declaradas às autoridades brasileiras no exterior. Da mesma maneira, nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades brasileiras'".

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?

Vanessa Giácomo
21.13%
Lucy Alves
16.78%
Rafa Kalimann
12.62%
Isis Valverde
22.07%
Uma atriz desconhecida
27.40%