NO TWITTER

Bolsonaro defende Danilo Gentili após condenação: 'Me solidarizo'

DIVULGAÇÃO/PLANALTO E REPRODUÇÃO/SBT

Jair Bolsonaro em evento oficial e Danilo Gentili no The Noite; presidente defendeu o apresentador no Twitter - DIVULGAÇÃO/PLANALTO E REPRODUÇÃO/SBT

Jair Bolsonaro em evento oficial e Danilo Gentili no The Noite; presidente defendeu o apresentador no Twitter

REDAÇÃO - Publicado em 11/04/2019, às 11h37

O presidente da República, Jair Bolsonaro, defendeu o apresentador Danilo Gentili, condenado por injúria contra a deputada Maria do Rosário, do PT. No Twitter, Bolsonaro disse que o titular do The Noite, do SBT, exerceu seu direito de expressão, embora tenha escrito mensagens classificando a parlamentar de "cínica", "falsa" e "nojenta". Na tarde de quarta-feira (10), Gentili foi condenado a uma pena de 6 meses e 28 dias de detenção em regime inicial semiaberto. Cabem recursos.

Bolsonaro se comparou ao apresentador e disse, que assim como ele, Gentili é alvo de críticas. "Compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros", escreveu o presidente em sua conta oficial.

O apresentador respondeu à mensagem publicamente. "Muito honrado!
Assim como nunca imaginei um dia ser condenado à prisão por protestar contra censura, nunca imaginei também contar com apoio presidencial. Também fico aliviado por entender que esse post significa um registro do compromisso do governo com a liberdade de expressão", disse, também por meio do Twitter.

Assim como Bolsonaro, o filho dele, Eduardo Bolsonaro, se solidarizou com o humorista e ironizou a decisão que condena Gentili. "Alguém sabe se isso é uma piada ou algo sério e real?", publicou.

Condenação de Danilo Gentili

O apresentador do SBT foi condenado pelo crime de injúria contra a deputada do PT do Rio Grande do Sul. Apesar da decisão judicial, Gentili poderá recorrer da sentença em liberdade.

Em 2016, o titular do The Noite publicou mensagens ofensivas à parlamentar e foi processado por ela. Na decisão divulgada ontem (10), a juíza ressaltou o direito à liberdade de expressão. Contudo, disse entender que quando alguém ultrapassa a linha da ética, surge no Estado de Direito a tutela penal como legítimo instrumento de contenção contra o seu uso abusivo.

"Verifico que o humorista e apresentador dolosamente injuriou através da internet a deputada federal, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, atribuindo-lhe a alcunha de 'puta'", escreveu.

Maria do Rosário comemorou a condenação. "Surgem ataques desqualificados quando conseguimos condenar mais um criminoso por injúria. Não importa. O que tento mostrar é que é possível derrotar o ódio e fortalecer o respeito, o diálogo e o bom senso", disse.

Tudo sobre

SBT

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você está gostando de Amor de Mãe?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook