Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DO MORRO AO TRIBUNAL

Bibi Perigosa vai à Justiça contra a Globo após se decepcionar com cachê de novela

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Fabiana Escobar com o cabelo preso para cima, segurando o tripé de uma câmera

Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, pede esclarecimentos da Globo na Justiça

GABRIEL PERLINE e LI LACERDA

gabriel.perline@noticiasdatv.com

Publicado em 26/3/2021 - 7h15

A briga judicial entre Fabiana Escobar, a Bibi Perigosa da vida real, e a Globo acaba de ganhar mais um capítulo. A mulher que inspirou a personagem de Juliana Paes na novela A Força do Querer (2017) suspeita que a emissora não tenha lhe pagado todos os valores corretos referentes aos direitos autorais das vendas da trama de Gloria Perez para outros países após encontrar discrepâncias nos depósitos bancários. E agora exige que todos os contratos de comercializações internacionais sejam apresentados pela empresa.

O juiz Carlos Sergio dos Santos Saraiva, da 43ª Vara Cível da Comarca do Rio de Janeiro, determinou em 11 de janeiro que a Globo quitasse todos débitos pendentes que tinha com Fabiana. Mas em 18 de fevereiro a equipe jurídica da emissora afirmou que não havia mais nada a pagar.

Além disso, apresentou o comprovante da última transação bancária feita para Bibi, no valor de R$ 1.006,40, em 11 de novembro de 2020. A quantia corresponde à reprise da novela A Força do Querer, exibida entre 21 de setembro e 12 de março deste ano.

Bibi cedeu os direitos autorais de Perigosa --livro que escreveu e inspirou a criação do núcleo da personagem de Juliana Paes na novela-- pela quantia de R$ 20 mil. No contrato que assinou com a Globo, concordou com a cláusula do repasse de 5% do valor caso a trama fosse reexibida na TV aberta. E por essa razão, a emissora fez o depósito de pouco mais de mil reais no ano passado.

Além disso, a emissora anexou à petição a planilha de pagamentos que fez por conta dos contratos de venda da novela para outros países, e aproveitou para dar uma alfinetada em Fabiana Escobar.

"A autora [Fabiana] deixa transparecer, em suas manifestações, ser totalmente estranha ao mundo artístico e de direitos autorais, prevendo obter ganhos milionários com a cessão de direitos por ela concedida à ré [Globo], ignorando por completo a realidade do mercado e o fato de a emissora ter celebrado com ela o Termo de Cessão por mera liberalidade", diz o documento.

Cachê baixo

Mas o que chama a atenção de Fabiana é justamente o desequilíbrio dos valores que recebeu por conta das comercializações internacionais. De acordo com a planilha de pagamentos, a Globo transferiu para a conta da "musa" de Gloria Perez a quantia de R$ 304.617,54, em uma única parcela, por conta da venda para a SIC, emissora portuguesa.

Da venda para a Semba Studio LLC, dos Estados Unidos, Bibi ganhou R$ 1.906,68, pago em cinco prestações. E da negociação com o ARTN, canal de TV armênio-russo baseado em Los Angeles (EUA), recebeu R$ 1.386,75, também em cinco parcelas.

"Tem algo muito estranho aí nessa história. O juiz já mandou a Globo apresentar esses contratos, mas ela não quer. Ou seja, afrontou o juiz. Agora o problema é entre eles. Mas eu faço questão de receber tudo o que me é de direito. Eu sei que eles vão tentar todas as manobras para atrasar o processo. Mas é até bom, porque quanto mais demora, maior é juros que terão que me pagar quando eu ganhar esse processo", disse Fabiana ao Notícias da TV.

Em julho, Bibi tentou barrar a Globo na Justiça de reexibir A Força do Querer em sua programação, usando o mesmo argumento de que não havia recebido corretamente os direitos autorais pelas vendas internacionais. Em 2018, ela já havia acionado a emissora, pedindo indenização de R$ 500 mil por danos materiais, lucros cessantes, resolução contratual e compensação de direitos autorais.

Procurada, a emissora disse que não comenta casos sub judice.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e confira o nosso boletim diário com os principais destaques do dia


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você vai acompanhar a reprise de Império?