Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BASTIDORES

Arrogância e panfletagem política: Caio Coppolla vira problema para a CNN Brasil

REPRODUÇÃO/CNN BRASIL

Caio Coppolla descabelado vestindo terno cinza na bancada de um quadro de debates na CNN Brasil

Caio Coppolla no quadro O Grande Debate; youtuber é visto como arrogante e panfletário por colegas da CNN

GABRIEL PERLINE

Publicado em 11/7/2020 - 15h36

Caio Coppolla se tornou um problema difícil de ser administrado pela CNN Brasil. Há um consenso entre jornalistas, comentaristas e colaboradores fixos do canal de notícias a respeito da postura profissional do youtuber e bacharel em Direito: não há quem queira ou faça questão de tê-lo como parte de seu telejornal.

O fato de ele ser um conservador assumido e apoiador de Jair Bolsonaro não é o ponto de discórdia. Os jornalistas da CNN Brasil o consideram despreparado para ter um posto fixo no quadro O Grande Debate. Além disso, um adjetivo foi unânime entre todas as pessoas ouvidas pelo Notícias da TV acerca do youtuber: arrogante.

Coppolla não tem amigos dentro da CNN Brasil. O único com quem tinha certa afinidade e contato fora do ambiente de trabalho era o jornalista Leandro Narloch, demitido na sexta-feira (10) depois de fazer comentários homofóbicos ao vivo. As pessoas o evitam. Ele chega no trabalho com algumas horas de antecedência, interage com poucas pessoas e vai embora ao final de O Grande Debate.

O youtuber é considerado internamente uma pessoa desmedidamente agressiva e de análises superficiais no quadro de embates. Seu currículo também é questionado. O fato de ser apenas bacharel em Direiro, não ter o registro da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e, consequentemente, nunca ter exercido a profissão é visto como demérito pelos colegas de trabalho.

O ponto de incômodo dos jornalistas é que Caio, em seus rompantes de militância governista, faz duras críticas ao trabalho da imprensa. Já citou nominalmente, de maneira ofensiva e pejorativa, os principais veículos do país, onde a maior parte do atual casting da CNN Brasil trabalhou durante anos até se transferir para o novo canal de notícias. 

Todo o trabalho feito por centenas de profissionais do canal é desqualificado em apenas 30 minutos, quando Caio Coppolla se põe a falar mal da atuação dos jornalistas que apontam as falhas no governo de Jair Bolsonaro. E este, para muitos dos funcionários da CNN ouvidos pela reportagem, é o maior incômodo.

O youtuber já foi colocado para discutir temas sensíveis das mais variadas esferas com profissionais de diferentes pilares do Direito --todos eles com título de mestrado em suas áreas de atuação. Coppolla, por diversas vezes, usou o espaço para mudar os rumos da conversa e fazer defesa do presidente Jair Bolsonaro. Alguns jornalistas do canal dizem que ele usa a bancada para fazer "panfletagem política".

O anúncio de desligamento de Augusto de Arruda Botelho do quadro na última quinta-feira (9) não pegou ninguém de surpresa dentro da CNN Brasil. Muitos sabiam que o advogado andava irritado havia tempos por se sentir debatendo com uma pessoa de baixo repertório jurídico.

O advogado Marcelo Feller assumiu o posto no quadro de debates. E o estreante se mostrou incomodado com o fato de Caio Coppolla não ter estudado uma pesquisa publicada pelo governo no dia do debate que motivou o tema da discussão da noite no programa --que era "desmatamento ambiental"-- e ainda ouviu de seu oponente a justificativa de que "tinha 128 páginas", seguido de um riso de deboche.

Coppolla, em vez de se pautar no tema, usou uma parte considerável de seu espaço para falar sobre a Revolução Constitucionalista de 1932 e enaltecer os feitos de um de seus avôs, que ele afirma ter lutado na guerra paulista. Monalisa Perrone, mediadora do debate, apareceu na tela com ares de reprovação, e o youtuber logo encerrou sua fala.

Feller, visivelmente perplexo com o comentário sem sentido para o debate, puxou o assunto para si e deu uma invertida em seu oponente. "Eu vou me ater nos meus argumentos finais ao debate que me foi trazido hoje", disse o advogado.

Embora destoante de todo o elenco, Coppolla foi contratado pela CNN Brasil com o objetivo de atrair para sua audiência os milhões de seguidores que coleciona nas redes sociais. Mas até o momento o canal de notícias não sentiu um impacto significativo da massa que ele manobra na web migrando para a TV. Os índices de audiência registrados pelo quadro O Grande Debate estão longe de animadores.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?