Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESABAFO

Após fracassos na Globo, Paulo Vieira diz que vai sair da TV e 'fugir com o circo'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Paulo Vieira em entrevista de sua casa para o programa Conversa com Bial, da Globo

O ator Paulo Vieira anunciou que vai trabalhar com um circo do sertão nos próximos meses

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 15/10/2020 - 14h37

O humorista Paulo Vieira anunciou que dará novos rumos para a carreira nos próximos meses. Após trabalhos e projetos que não deram certo na Globo, como o quadro Isso É Muito Minha Vida no Se Joga e o programa Fora de Hora, o comediante revelou que conversou com um amigo para trabalhar em um circo.

Em longo desabafo no Twitter na madrugada, Vieira explicou os motivos que o fizeram tomar a decisão. "Nos últimos meses, vi todos os meus projetos fracassarem. É muito difícil ver isso acontecer sem se culpar, principalmente, pra uma pessoa como eu que nunca esperou por nada", escreveu ele.

O colunista Mauricio Stycer, do UOL, antecipou nesta quinta-feira (15) que o Zorra, o Fora de Hora e a Escolinha não voltam para a grade da Globo em 2021. Paulo Vieira faz parte de todos esses projetos. A emissora trabalha para criar uma nova atração de comédia para o próximo ano.

Apesar de ser considerado um dos bons valores do Humor da Globo, tendo protagonizado um quadro no Fantástico durante a quarentena pelo novo coronavírus e dividido o comando do programa Cada Um No Seu Quadrado com Fernando Caruso no Globoplay, Vieira contou em seu desabafo que não é "uma cabeça fácil de domar com positividade" e que não se convence com a ideia de "eu não tenho culpa".

"Então, quando eu encontro um limite (algo que não depende de mim, que está além das minhas forças, algo ilógico), eu tenho muita dificuldade de parar, respirar e dizer 'é a vida'. Não é de mim se conformar e aceitar o descontrole das coisas. Meu espírito é de guerra, é cansativo", escreveu.

O humorista disse que tem como objetivo fazer arte da maneira que acredita e que, por isso, ligou para um amigo que ele tem no "interior do Brasil" e pediu para trabalhar no circo.

"É um dos últimos circos que preservam a tradição e repertório de teatro circense. São peças dos anos 1890, anos 1910, 1920... Peças que não estão escritas, são aprendidas pela oralidade. Eu vou pra lá fazer essas peças. A trupe ensaia de tarde e se apresenta à noite. Eu também devo desempenhar outras funções no circo, como vender balão e maçã do amor, que deve ser meu maior talento", anunciou o ator de 27 anos.

Ele ainda confessou que precisa urgentemente "ficar longe da zona sul, das corporações, de gente importante, de assessoria de imprensa e todas essas fantasias (necessárias, mas) que não sou eu".

"É isso. Essa conversa (sem pé nem cabeça?) não tem um objetivo, mas se precisasse ter um resumo, seria: Nesses tempos de derrotas e autoestima minada, eu resolvi tocar o foda-se, mutar a minha cabeça e fugir com o circo. E eu tô ótimo, gente. Eu sou assim meio intenso mesmo. Não vem querendo me consolar não que me dá vergonha", finalizou Paulo Vieira.

O comediante foi contratado pela Globo em janeiro de 2019. Antes, havia trabalhado na TV aberta como parte do elenco do Programa do Porchat (2016-2018), na Record. Na líder de audiência, Paulo atua como ator e roteirista.

Veja abaixo o desabafo do comediante, que não disse quando deixará o Rio de Janeiro, onde mora atualmente, rumo ao circo:


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Cinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas