Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BRASIL URGENTE

Após críticas, Datena faz mea-culpa por entrevista com Bolsonaro na Band

REPRODUÇÃO/BAND

José Luiz Datena no estúdio do Brasil Urgente neste sábado (16)

José Luiz Datena no Brasil Urgente deste sábado (16); apresentador explicou entrevista com Bolsonaro

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 16/1/2021 - 17h28

Criticado nas redes sociais por ter deixado o presidente Jair Bolsonaro falar sem ser contestado durante uma entrevista no Brasil Urgente ontem (15), José Luiz Datena fez uma mea-culpa sobre o episódio na edição deste sábado (16) do programa jornalístico.

De acordo com o apresentador da Band, ele não rebateu Bolsonaro depois que o presidente disse ter sido impedido pelo STF (Supremo Tribunal Federal) de tomar medidas estratégicas no combate à pandemia, por conta de uma entrevista com Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, que estava aguardando para entrar ao vivo.

"No trecho que o Bolsonaro fala do Supremo, que eu achava mais importante perguntar sobre a vacina, perguntar sobre o que ele iria fazer por Manaus, eu passei para outras perguntas", começou Datena.

"Mas acabou a entrevista do presidente Jair Bolsonaro, o Rodrigo Maia ficou esperando meia hora para falar, e o Maia responde ao presidente da República sobre o trecho do Supremo", se justificou Datena.

O presidente da República falou: "Eu fui impedido pelo STF de fazer alguma ação contra a Covid-19 nos Estados e municípios. Pelo STF, eu devia estar na praia. Meu erro foi não atender o STF e estar ajudando quem está morrendo em Manaus, com cilindros e tratamento precoce".

Na realidade, o STF julgou três ações no ano passado e reconheceu que governadores e prefeitos têm autonomia para traçar planos de combate ao vírus em seu respectivos territórios, incluindo medidas mais rígidas, como o fechamento do comércio, por exemplo.

Bolsonaro continuou com poderes para traçar estratégias contra a transmissão do coronavírus pelo Brasil e a forma com que as redes de saúde pública encaram a crise. Foi isso que Rodrigo Maia destacou para José Luiz Datena.

"Se faltou naquela entrevista com o presidente Jair Bolsonaro questionar sobre o trecho do Supremo, um minuto depois que eu acabei de entrevistar o presidente da República, o presidente da Câmara fala sobre essa questão do Supremo", explicou o apresentador do Brasil Urgente.

Na edição deste sábado, Datena reexibiu trechos das entrevistas de ontem para explicar sobre o que havia acontecido. Ao não contestar o político e permitir que o entrevistado propagasse  desinformação em seu programa sem oferecer um contraponto, Datena foi muito criticado e visto pelos internautas como cúmplice das fake news.

Assista abaixo a edição de sábado do Brasil Urgente:


Leia também

Web Stories

+
Oportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundoDe sequestro-relâmpago a surto de ciúme: Veja a história de Kyra e Alan em Salve-se Quem PuderDe buraco de minhoca à salvação do Tesseract: O que você precisa saber antes de ver Loki

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou da escolha da reprise de Pega Pega?