PAI DE CACÁ BUENO

Após 15 anos proibido de narrar corrida do filho, Galvão Bueno volta à Stock Car

REPRODUÇÃO/SPORTV

Galvão Bueno em entrevista ao SporTV: ele explicou o motivo de não narrar Stock Car desde 2004 - REPRODUÇÃO/SPORTV

Galvão Bueno em entrevista ao SporTV: ele explicou o motivo de não narrar Stock Car desde 2004

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 23/08/2019, às 12h28

Galvão Bueno não narra uma corrida de Stock Car desde 2004, quando Marco Mora (1946-2018), então diretor-executivo da Central Globo de Esportes, o proibiu de transmitir corridas do filho, Cacá Bueno. Quinze anos depois, a Globo está mudada. E o jornalista voltará a comandar uma prova da categoria neste domingo (25). Ele será o locutor da Corrida do Milhão, que será exibida dentro do Esporte Espetacular. O seu herdeiro está entre os competidores.

O pedido para voltar a narrar Stock Car partiu do próprio Galvão. Ele recebeu o aval de Joana Thimoteo, diretora de Eventos do Grupo Globo. O narrador explicou a proibição de Mora em entrevista ao programa Grande Círculo, do SporTV, em abril.

"Por mim, eu estaria lá [na Stock Car] até hoje. Marco Mora disse pra mim: 'Você não vai mais narrar Stock Car porque não fica legal esse negócio de você narrar...'. Na época, o Cacá começava a ganhar um campeonato atrás do outro. Foram cinco que ele ganhou na Stock Car. Sempre escutei o que o Marquinho falava. Não gostei, mas ficou por isso mesmo", confessou Galvão.

Mas o narrador disse que ele não é o único na empresa que torce pelo sucesso de Cacá Bueno. "Teve um dia que era Dia dos Pais e tinha uma corrida em Jacarepaguá. O Cacá botou Feliz Dia dos Pais e ganhou a corrida. Me senti meio envergonhado porque o [comentarista] Reginaldo Leme parecia mais pai dele do que eu", brincou.

Em entrevista para a rádio Jovem Pan, em 2012, Cacá Bueno admitiu que a constante associação ao pai o incomodava no início da carreira. O piloto de 43 anos está na Stock Car desde 2002 e já foi campeão em cinco temporadas (2006, 2007, 2009, 2011, 2012).

"Ele [Galvão Bueno] saiu da Stock Car e não transmite desde 2004. Quando eu comecei a brigar por título, ele parou de transmitir a Stock Car, mas fica no imaginário das pessoas. A crítica era que 'seu pai na Stock Car torce demais para você'. Isso era 2007, 2008, ele nem estava mais [narrando]. Aprende-se a viver com isso, mas no começo é sempre complicado", revelou o piloto.

Aos 69 anos, Galvão Bueno explicou que fez o pedido para voltar às transmissões de Stock Car na Globo porque essa situação não tinha ficado bem definida.

"Tanto não ficou bem resolvido isso que eu confesso a vocês que outro dia eu tive uma conversa com a Joana [Thimoteo], nossa nova diretora de eventos, e falei: 'Joana, tô com vontade de narrar umas corridinhas de Stock Car. O que você acha?'. Ela disse: 'Dou a maior força'. Quem sabe em breve?", provocou.

Quatro meses depois dessa entrevista, Galvão apareceu na programação fazendo a divulgação da Corrida do Milhão. O anúncio começou a ser veiculado no intervalo da transmissão de Flamengo x Internacional na Globo. No vídeo, o narrador diz: "Trinta dos melhores pilotos do Brasil disputando cada curva na ponta dos dedos. Narrar essa corrida não tem preço, mas pro vencedor vale R$ 1 milhão".

A Corrida do Milhão começa às 11h30 de domingo (25) e será exibida pela Globo dentro do Esporte Espetacular. Galvão narra, com comentários de Reginaldo Leme e Luciano Burti, o trio titular das transmissões de Fórmula 1.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook